Mais de 12 mil pessoas já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na Capital

Dados são do vacinômetro, ferramenta lançada pela prefeitura em janeiro e que amplia as informações divulgadas para a população de Florianópolis sobre a imunização

Mais de 12 mil pessoas já tomaram a primeira dose e 2.794 pessoas receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em Florianópolis. Os dados são do vacinômetro, ferramenta lançada pela Prefeitura da Capital em janeiro deste ano e que amplia as informações divulgadas para a população da Capital sobre a Covid-19.

Idosos acima de 90 anos são um dos grupos que são vacinados contra a Covid-19 em Florianópolis nesta fase de imunização – Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/NDIdosos acima de 90 anos são um dos grupos que são vacinados contra a Covid-19 em Florianópolis nesta fase de imunização – Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/ND

A plataforma fica em uma aba dentro do covidômetro e atualiza, de uma a duas vezes por dia, o número de pessoas que receberam a vacina contra o coronavírus na cidade. Ainda, por meio do site, é possível saber em qual fase da vacinação está o município e quais serão as próximas etapas do processo.

O covidômetro foi criado em abril de 2020 com o mesmo objetivo, de veicular, com transparência de dados, todas as informações referentes as ações e iniciativas de prevenção e combate à doença no município.

Vacinômetro informa, além de quantas pessoas já tomaram as doses, quais foram as vacinas aplicadas, os grupos que foram imunizado, entre outras informações – Reprodução/NDVacinômetro informa, além de quantas pessoas já tomaram as doses, quais foram as vacinas aplicadas, os grupos que foram imunizado, entre outras informações – Reprodução/ND

Acesso mais fácil às informações

O vacinômetro informa, além de quantas pessoas já tomaram as doses, quais foram as vacinas aplicadas, os grupos que foram imunizados e o percentual destes mesmos grupos, na cidade, que foram vacinados, além da quantidade, diária e acumulada, de doses aplicadas.

Por exemplo, até essa sexta-feira (12), 21% do grupo dos trabalhadores de saúde, idosos acima de 75 anos, além de funcionários e moradores de ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos) tiveram a primeira dose da vacina aplicada e 5% tomaram a segunda dose.

A ampliação da divulgação de dados é uma das estratégias utilizadas pela Prefeitura da Capital desde o início da pandemia para frear a disseminação do coronavírus na região, explica o prefeito Gean Loureiro.

“Nossa intenção é ser o mais transparente possível em todos os processos. Lançamos, ainda em abril, o covidômetro, que traz todas as informações referentes à situação da pandemia em nossa cidade e, agora, os dados sobre a vacina também estão disponíveis no vacinômetro. É fundamental que a população de Florianópolis tenha acesso a todas as informações e colabore para que possamos avançar nesse trabalho de prevenção e combate ao coronavírus”, afirma.

Informações do vacinômetro sobre a cobertura vacinal em Florianópolis – Reprodução/NDInformações do vacinômetro sobre a cobertura vacinal em Florianópolis – Reprodução/ND

Mais dados no covidômetro

O covidômetro, que agora abriga também o vacinômetro, reúne, diariamente,  o  número de casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos e taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande Florianópolis, taxa de letalidade, uma sala de situação com a análise e evolução de casos confirmados, notificados, descartados e em análise; casos estimados por modelo matemático, informações sobre prevenção, as medidas restritivas em vigor no momento, entre outros dados relevantes que traçam o panorama do coronavírus na cidade.

Nesta primeira fase de imunização, segundo o covidômetro, a vacina está sendo aplicada em UTI´s e trabalhadores de UTIs, urgência e emergência dos hospitais, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (ILPIs) e seus trabalhadores, equipes de vacinação contra a Covid-19, urgência e emergência de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e Samu, serviço móvel pré-hospitalar privado, equipes de coleta de teste de swab para Covid-19.

Ainda, são aplicadas as doses em  alas de internação hospitalar não específicas para a Covid-19, hospital dia e serviço de dialise, transplante e cuidado de imunossuprimidos, atendimentos de sintomáticos privados (serviços de porta aberta, pronto atendimentos), serviços de apoio clínico e diagnóstico em hospitais, pessoas com deficiência institucionalizadas maiores de 18 anos e trabalhadores da Instituição, idosos acima de 90 anos, funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados, trabalhadores da saúde que não estão diretamente envolvidos com sintomáticos Covid-19, mas em atendimento de pacientes públicos (Policlínicas, ambulatórios e atendimentos eletivos, serviços ambulatoriais hospitalares).

Conforme informações do covidômetro, também até essa sexta-feira (22), foram registrados 55.781 casos confirmados de Covid-19 e 416 óbitos no município. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 88,55% na Grande Florianópolis.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis