Médico explica internação de ex-governador de SC mesmo com 2 doses da vacina da Covid-19

Eduardo Pinho Moreira apresentou desidratação e precisou ser internado na última sexta-feira; especialista afirma que sintoma é mais comum em pessoas a partir de 60 anos

O ex-governador Eduardo Pinho Moreira, de 71 anos, foi internado na última sexta-feira (4) para tratar da Covid-19. Entre os motivos, está o quadro de desidratação, onde vem recebendo a reposição intravenosa.

Pinho Moreira aparece sério, vestindo camisa azul Ex-governador está internado desde a última sexta-feira – Foto: Instagram/Reprodução/ND

Segundo o presidente da Sociedade Catarinense de Infectologia, Fábio Gaudenzi, a desidratação é considerada comum, principalmente em pacientes acima de 60 anos.

“Mesmo sendo uma doença respiratória, os quadros podem evoluir para o comprometimento de outros órgãos. Sendo assim, necessário a internação para tratamento, por exemplo, a hidratação intravenosa, hemodiálise e até a própria ventilação mecânica”, explicou Fábio Gaudenzi.

Além disso, o presidente detalhou que, em alguns casos, o paciente não sente vontade de beber água. Dessa forma, acaba não ingerindo a quantidade necessária de líquido.

Vale ressaltar que o ex-governador Pinho Moreira recebeu as duas doses da vacina contra a Covid-19. Porém, nenhuma vacina garante imunização total do vírus, mas impede que, na maioria dos casos, evolua para casos graves.

“Para que ocorra essa proteção para a comunidade, é necessário que cerca de 70% da população seja vacinada, garantindo a imunização em rebanho. Como resultado, dificultando a circulação do vírus”, completou.

Conforme a comunicação do ex-governador, Pinho Moreira deve receber alta médica nesta quarta-feira (9). Ele está internado no hospital Baía Sul, em Florianópolis.

+

Saúde