Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Médicos catarinenses realizam cirurgia inédita no mundo

Gêmeas trans passam por cirurgia para mudança de sexo

Algo inédito na literatura médica mundial está acontecendo em Santa Catarina! Irmãs gêmeas, de 19 anos, que nasceram com o sexo biológico masculino, mas que já discutiam a transição para o feminino desde antes de completarem a maioridade realizam nesta semana a cirurgia de redesignação sexual, popularmente conhecida como mudança de sexo. O caso também é raro no mundo, onde poucas gêmeas mulheres mudaram o sexo, mas o caso brasileiro é o primeiro de transição masculino para o feminino.

Deu tudo cerrtp – Foto: DivulgaçãoDeu tudo cerrtp – Foto: Divulgação

A cirurgia da primeira irmã aconteceu nesta quarta-feira, no Hospital Santo Antônio, em Blumenau, com duração de cinco horas. A outra irmã passa pela operação nesta quinta-feira. Após os procedimentos elas permanecem em observação por três dias.

Ambas começaram o tratamento hormonal com anticoncepcional por volta dos 15 anos e não querem ter suas identidades reveladas. Para elas, a cirurgia é a realização de um sonho, que as tornará completas, sem o órgão genital masculino.

Quem realiza a operação de redesignação sexual são os médicos José Carlos Martins Junior e Cláudio Eduardo de Souza, que comandam o Transgender Center Brazil, clínica especializada em cirurgia trans e feminização facial. A dupla, que atende no Brasil e no exterior, atua em Blumenau e mantém escritório em São Paulo, tendo realizado cerca de 400 cirurgias de transição de gênero desde a inauguração, em 2015. Competindo com os principais centros especializados do mundo, principalmente na Tailândia, a Transgender, como é chamada pelas pacientes, se tornou referência no assunto no Brasil, e ganhou espaço nos Estados Unidos e Europa.