Médio Vale estuda comprar vacinas para agilizar imunização na região

A informação foi confirmada pelo presidente da entidade e prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall; fabricantes, no entanto, preferem negociar com o Governo Federal

A Ammvi (Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí) está estudando a compra de doses da vacina contra o coronavírus para agilizar a imunização na região. A informação foi confirmada pelo presidente da entidade e prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall (PSDB).

Região da AMMVI – Foto: AMMVI/Divulgação/NDRegião da AMMVI – Foto: AMMVI/Divulgação/ND

Segundo Wan-Dall, nos próximos dias, profissionais e membros do Cisamvi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí) darão início a um levantamento para saber sobre a viabilidade da compra.

“Vamos iniciar os encaminhamentos, sabemos que todos precisam e estão atrás da vacina, municípios, estados e países. É uma corrida louca e desenfreada, por isso estamos analisando os procedimentos e a possibilidade da compra”, explicou o prefeito.

Caso a Ammvi consiga negociar a compra das vacinas, as doses serão divididas proporcionalmente entre os municípios, garantiu Wan-Dall. Além disso, a Cisamvi deverá elaborar um protocolo de distribuição.

Wan-Dall deixou claro que a Ammvi só deve comprar vacinas que foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Até o momento vacinas de três fabricantes atendem esse requisito: Sinovac/Butantan, Oxford/Fio Cruz e Pfizer/BioNTech.

Pfizer nega compra a Florianópolis

Assim como o Médio Vale, Florianópolis também tenta negociar doses da vacina contra o coronavírus para agilizar a imunização. Nesta quinta-feira (25) o prefeito da capital, Gean Loureiro, usou as redes sociais para informar que neste momento a Pfizer está negociando doses da vacina apenas com o Governo Federal.

“Infelizmente o retorno já era esperado. É difícil competir neste momento com grandes nações. Cheguei a falar de consórcios de municípios e estados. Mas o laboratório tem razão em centralizar via Ministério”, completou Loureiro em outro post.

Medidas mais restritivas no Vale?

Na noite desta quinta-feira (25) Kleber Wan-Dall se reuniu com integrantes da Cisamvi para elaborar uma proposta com medidas de combate ao coronavírus que podem ser implantadas no Médio Vale, além das anunciadas pelo governo do Estado.

O plano será apresentado em uma reunião entre os prefeitos dos municípios que compõem a Ammvi. O encontro está marcado para às 10h, desta sexta-feira (26). Na oportunidade serão discutidas as medidas regionalizadas de combate a pandemia.

Em entrevista ao ND+, o diretor-presidente da Unimed Blumenau, Alexandre José Ferreira, disse que a classe médica da cidade ficou chateada com as medidas restritivas anunciadas pelo governo do Estado. Na avaliação dele elas são insuficientes para frear o avanço do coronavírus.

“O governo do Estado proibiu cirurgias eletivas que estavam marcadas à meses, muitas pessoas aguardavam ansiosas por esses procedimentos, enquanto as academias e shoppings permanecem abertos”, pontuou Ferreira.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde