Médio Vale segue em nível gravíssimo para coronavírus

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, a transmissibilidade do vírus na região aumentou e agora está no pior nível possível

O Governo de Santa Catarina divulgou nesta quarta-feira (13) uma nova atualização do Mapa de Risco para coronavírus. Pela segunda semana consecutiva a região do Médio Vale do Itajaí segue no nível gravíssimo (vermelho).

Médio Vale segue em nível gravíssimo para coronavírus – Foto: Divulgação/Governo do Estado de Santa Catarina/NDMédio Vale segue em nível gravíssimo para coronavírus – Foto: Divulgação/Governo do Estado de Santa Catarina/ND

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, a nota de gravidade da região até melhorou, caiu de 3,375 na última semana, para 3,25 nesta quarta-feira (13). Mas não foi o suficiente para evoluir para voltar para o risco grave (laranja). Quanto mais próximo de 4 (nota máxima), pior é a situação.

Entre as dimensões analisadas para elaborar o Mapa de Risco, uma apresentou melhora (Monitoramento), duas ficaram estáveis (Evento Sentinela e Capacidade de Atenção) e uma piorou (Transmissibilidade).

O Monitoramento, que é o percentual de positividade de exames RT-PCR do Lacen, saiu de gravíssimo (nota 4) para grave (nota 3). Por sua vez, o Evento Sentinela, que analisa a ocorrência de óbitos por Covid-19, se manteve no nível alto (nota 2).

A Transmissibilidade segue no nível gravíssimo, mas apresentou uma nota pior, passou de 3,5 para 4. Outra dimensão que segue no gravíssimo e preocupa é a Capacidade de Atenção. Pela segunda semana consecutiva o indicador permaneceu no nível gravíssimo (nota 4).

Dados de risco por região de Santa Catarina – Foto: Divulgação/Governo do Estado de Santa Catarina/NDDados de risco por região de Santa Catarina – Foto: Divulgação/Governo do Estado de Santa Catarina/ND

Números no Vale

De acordo com o último boletim divulgado pela Ammvi (Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí), a região já contabiliza 588 óbitos decorrentes da Covid-19. O número de casos confirmados desde o início da pandemia está próximo de 70 mil. Deste total, cerca de 67 mil pessoas já se recuperaram.

Acesse e receba notícias de Apiúna e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde