Ministério da Saúde anuncia alteração do intervalo entre as doses da Astrazeneca

Comunicado foi oficializado nesta sexta-feira e impõe redução no intervalo entre as doses do imunizante Oxford/Astrazeneca; calendário da aplicação ficará a cargo dos municípios

Foi confirmado pelo Ministério da Saúde, no final desta sexta-feira (15), a redução do intervalo da segunda dose da vacina Astrazeneca que passa de 12 para oito semanas.

Ainda conforme o que foi repassado pelo MS, fica a cargo dos municípios o ajuste dos calendários de segunda dose a partir da disponibilidade do imunizante.

Alteração do intervalo foi confirmado, na noite da sexta-feira (15), pelo Ministério da Saúde. – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/NDAlteração do intervalo foi confirmado, na noite da sexta-feira (15), pelo Ministério da Saúde. – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/ND

De acordo com a pasta, foram enviadas doses para o término do ciclo vacinal de todas as vacinas ofertadas no País. Ao todo foram disponibilizadas, a estados e municípios, 310 milhões de doses.

O Ministério da Saúde ainda confirmou que, até esta sexta, o ciclo vacinal foi concluído por 103,7 milhões de pessoas. A população vacinável, com 12 anos ou mais no país, soma 180 milhões de pessoas.

Segundo o Ministério da Saúde, a nova etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19 envolve a conclusão do ciclo vacinal de quem recebeu a primeira dose do imunizante da Pfizer e as doses de reforço para idosos, imunossuprimidos e profissionais de saúde.

Um desafio dentro dessa fase é regularizar a situação de quem tomou somente a primeira dose.

Segundo o Ministério da Saúde, 19,3 milhões de pessoas estão com a dose atrasada para a conclusão do esquema vacinal.

+

Saúde

Loading...