Moisés anuncia vacinação em massa contra a Covid-19 e eventos teste em SC

Governo ainda deve definir quais os municípios que serão contemplados durante esta etapa

O Governo de Santa Catarina já definiu os próximos passos para o combate da Covid-19: vacinação em massa e a realização de eventos teste no próximo semestre. O anúncio foi feito pelo governador Carlos Moisés (PSL) na tarde desta quarta-feira (9) nas redes sociais.

Anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (9) nas redes sociais do governador – Foto: RICARDO WOLFFENBUTTEL/SECOMAnúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (9) nas redes sociais do governador – Foto: RICARDO WOLFFENBUTTEL/SECOM

Em um vídeo, de quase um minuto, Moisés elenca quais são as prioridades do governo estadual nos próximos meses. A primeira é a realização de eventos testes, como feiras e shows, com pessoas que já tenham se vacinado contra o vírus.

“A partir dai queremos tirar conclusões para que a gente entenda como funciona o processo de imunização”, enfatiza.

Os detalhamentos da realização destes eventos testes foi pauta de uma reunião entre Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria de Estado da Saúde e representantes de entidades do segmento.

Também será incluída nos testes uma atividade esportiva, promovida pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte). Outro avanço importante foi o anúncio de que Santur está finalizando a contratação da ferramenta de rastreamento que será disponibilizada para monitorar a participação de público nesses eventos.

Mas, a grande novidade, foi o anúncio da vacinação em massa em algumas cidades catarinenses, com a aplicação das duas doses fora do cronograma oficial do Estado. O objetivo é que, com isso, sejam feitas pesquisas, em parceria com universidades, sobre o processo de imunização.

Devem ser escolhidos para esta etapa, segundo Moisés, municípios com alta taxa de transmissão do vírus, letalidade e vulnerabilidade social.

“Nós vamos escolher alguns municípios, programar esses testes, trazer os estudiosos, trazer as universidades e fazer ciência para que as futuras gerações possam ter algum proveito desse episódio duro que vive Santa Catarina e o mundo”, finaliza. A data para o início dessa vacinação não foi informada.

Inclusive, a Secretaria da Saúde já iniciou conversas técnicas que têm como objetivo acompanhar a celeridade da resposta de imunização. A intenção é seguir exemplos concretos de sucesso, como o da cidade de Serrana, em São Paulo, onde se reduziu em quase 100% as mortes por Covid-19 quando mais de 95% da população adulta foi vacinada.

+

Saúde