Morre aos 71 anos por Covid-19, ‘Tia Tere’, mãe da médica Carolina Ponzi em Chapecó

Idosa estava internada na UTI do Hospital Unimed e faleceu nesta terde de terça-feira (18)

Morreu na tarde desta terça-feira (18), vítima da Covid-19, a professora Terezinha Maria Cipriani Ponzi, aos 71 anos. Ela estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Unimed em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina.

Terezinha morreu aos 71 anos no Hospital Unimed, em Chapecó – Foto: Reprodução/NDTerezinha morreu aos 71 anos no Hospital Unimed, em Chapecó – Foto: Reprodução/ND

Em nota enviada à imprensa no fim da tarde, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a morte da idosa e informou que “a paciente apresentava histórico em prontuário de comorbidades”. 

Terezinha ou ‘Tia Tere’, como era conhecida, é mãe da médica infectologista Dra. Carolina Cipriani Ponzi. A informação foi divulgada pela Clínica Prevenção Vacinas, onde a profissional é sócia proprietária. 

“A Família Prevenção Vacinas está em Luto. É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Terezinha Maria Cipriani Ponzi, mãe da sócia, médica infectologista e responsável técnica da Prevenção Vacinas, Dra. Carolina Cipriani Ponzi”, diz o comunicado. 

A equipe da empresa lembrou no comunicado que Terezinha era “uma mãe super protetora, incrível professora, uma excelente pianista, uma irmã que idolatrava a sua única irmã, Tia Ana. Uma avó coruja, uma amiga divertida e prestativa, uma segunda mãe para os amigos dos filhos”.

Devido às regras de prevenção ao contágio da Covid-19, não haverá cerimônia de despedida. “Desde já agradecemos todas as manifestações de carinho e intenções de envio de coroas de flores. Amanhã transladamos o seu corpo para Passo Fundo, onde a Tia será cremada”, concluiu o comunicado.

A médica infectologista publicou em seu perfil no Facebook um depoimento emocionante. 

A vida seguiu seu ciclo, e hoje a minha mãe cumpriu o tempo dela nesse plano. Eu tive o privilégio de poder estar com ela durante toda a internação, especialmente nos momentos finais. Agradeço a mãe que eu tive, a mãe que ela pode ser, e sei que eu só sou quem sou por que a tive na minha vida. Ficam as lembranças boas, os aprendizados, e a nossa conexão maior, que ela me deixou como dom, que é a música.  Te amo muito, mãe, e daqui a pouco a gente se encontra de novo. Fica com Deus…E cuida de nós!”, escreveu Carolina Ponzi.

Terça-feira trágica 

Somente nesta terça-feira foram registradas cinco mortes por conta da Covid-19 em Chapecó, sendo quatro homens de 75, 68, 67 e 74 anos que faleceram pela manhã e Terezinha, aos 71 anos. 

O número de mortes em Chapecó chegou a 35. O município registra 5.688 casos confirmados da doença respiratória, sendo que 18 pacientes estão na UTI. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...