Morte de criança de 12 anos em Gaspar é investigada por suspeita de Covid-19

Samuel Miranda de Oliveira morreu na quinta-feira (6) após dar entrada no hospital com falta de ar; ele tinha sido diagnosticado com a Covid-19 em julho

A morte de uma criança de 12 anos é investigada por suspeita de Covid-19 no município de Gaspar, no Vale do Itajaí. Samuel Miranda de Oliveira morreu nesta quarta-feira (5), após dar entrada no Hospital Nossa Senhor do Perpétuo Socorro com falta de ar. O menino tinha sido diagnosticado com a Covid-19 no início de julho.

Morte de criança de 12 anos é investigada em Gaspar por suspeita de Covid-19 – Foto: Reprodução/FacebookMorte de criança de 12 anos é investigada em Gaspar por suspeita de Covid-19 – Foto: Reprodução/Facebook

Samuel apresentou os primeiros sintomas da doença em 5 de julho e testou positivo para Covid-19 no dia 9 daquele mês.

Segundo a prefeitura de Gaspar, a criança foi considerada recuperada, pois já havia passado 30 dias do diagnóstico.

Contudo, de acordo com informações da própria administração sobre a data da testagem, o período decorrido entre os fatos é de 27 dias.

No entanto, a Prefeitura rebate, informando que considera a data do início dos sintomas, e por isso reitera que entre as primeiras manifestações e a morte de Samuel decorreram 30 dias.

Dificuldade para respirar

Na quarta-feira, quando a família procurou atendimento no hospital, Samuel tinha dificuldade para respirar. Ele deu entrada na unidade às 21h45 de quarta-feira (5) e morreu na segunda hora da madrugada de quinta-feira.

Por meio de nota, a prefeitura informou que encaminhou à Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) “toda documentação necessária” para que o caso seja investigado. Foram encaminhados prontuários médicos, laudos e o histórico de registro do paciente.

A reportagem do nd+ questionou a prefeitura se houve uma nova testagem após a confirmação do óbito. Contudo, a administração não soube informar.

A reportagem questionou ainda a Dive sobre a investigação do caso e quais são os procedimentos a seguir. Contudo, até as 15h, não houve retorno do órgão.

Morte em Dionísio Cerqueira

Um caso parecido já foi registrado em Dionísio Cerqueira, no Oeste do Estado. Felipe Stefan morreu em maio após passar mal durante uma partida de futebol com amigos. Ele havia apresentado sintomas da Covid-19, mas um teste rápido deu positivo para o vírus causador da doença.

Dois exames posteriores feitos com amostras da mucosa e pulmão do paciente não detectaram a presença do vírus. Mesmo assim, a morte foi contabilizada pelo Estado como pela Covid-19. Já a prefeitura de Dionísio Cerqueira não lista o óbito em seus dados oficiais.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...