Mundo acumula mais de nove milhões de casos da Covid-19

EUA e Brasil são únicos países com mais de um milhão de infecções. Na última semana, mais de 1 milhão de contágios foram registrados

O mundo chegou nesta segunda-feira (22) a marca de 9 milhões de infectados pelo novo coronavírus, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que acompanha os números de contágios em tempo real.

Os Estados Unidos e o Brasil são os únicos países com mais de um milhão de casos, 2,2 milhões e 1,08 milhão de infecções respectivamente. A Rússia, em terceiro lugar, tem 591 mil casos confirmados.

Por países, o gráfico dos EUA, que parece entrar em um segundo pico de infecções, e o do Peru, que ultrapassou a Espanha – Foto: Divulgação/Universidade Johns Hopkins

O continente americano se tornou o epicentro global do coronavírus em abril, quando o número de casos nos EUA disparou e a América Latina começou a registrar picos da doença. O Brasil é o país mais afetado em toda a América Latina.

Recorde diário e transmissão na África

Nas últimas 24 horas, mais uma vez o recorde de infecções diárias foi quebrado, com mais de 183 mil, um pouco favorecido pelo aumento de casos nos Estados Unidos e no Brasil – que no sábado, dia 20 de junho, ultrapassou a marca de 1 milhão de contágios -, os dois países mais afetados do mundo.

Também destaca o fato da África ter superado a Ásia Oriental-Pacífico no número de casos (224 mil), que apesar de ser o local de origem do novo coronavírus atualmente é a região menos afetada no mundo, com 205 mil infecções, contra 4,37 milhões no continente americano e 2,52 milhões na Europa.

Leia também:

Por países, no gráfico os EUA, que parece entrar em um segundo pico de infecções, e o do Peru, que ultrapassou a Espanha, se posicionando como o sexto mais afetado no mundo pela Covid-19, com mais de 250 mil casos.

O Chile, com 242 mil casos e em oitavo lugar, também está perto de ultrapassar a Espanha, que no domingo (21) encerrou o estado de alarme após mais de três meses de confinamento.

Os números mais positivos são os de pacientes recuperados, que representam uma porcentagem crescente do total e se aproximam dos 5 milhões, mas o número de pacientes em estado grave ou crítico também aumentou nos últimos dias, atualmente em 57 mil.

+

Saúde