Mundo entra em nova onda de Covid-19 e OMS emite alerta

Não acabou e está longe disso, ao que parece. Diretor-geral da OMS foi quem deu o alerta enquanto o mundo inicia a Olimpíada de Tóquio

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial de Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez uma séria advertência nesta quarta-feira (21). Em diálogo com integrantes do Comitê Olímpico Internacional em Tóquio, ele afirmou que “o mundo está entrando em nova onda de Covid-19“. Justamente num momento em que se espera um quadro de estabilidade ou até mesmo controle da pandemia.

Luta contra a Covid-19 parece não ter fim: mundo falha diante da pandemia – Foto: Andrea Rego Barros/Reprodução/NDLuta contra a Covid-19 parece não ter fim: mundo falha diante da pandemia – Foto: Andrea Rego Barros/Reprodução/ND

Mais preocupante ainda é a justificativa para essa triste notícia, que seria a falha global em compartilhar vacinas, testes e tratamentos. De acordo com Ghebreyesus, o mundo vive um paradoxo, com uma “pandemia em duas vias”.

Se de um lado países com recursos estão se abrindo, outros mais pobres se fecham, pois não conseguem controlar a proliferação do coronavírus. Assim, Ghebreyesus classificou que o mundo pode ser vítima dessa própria “injustiça terrível”. A desigualdade de vacinas estaria mascarando “essa verdade”.

“Não é apenas um ultraje moral, mas também epidemiológico e economicamente autodestrutivo”, disse em seu discurso.

Estado de emergência no Japão frustra realização das Olimpíadas – Foto: Internet/NDEstado de emergência no Japão frustra realização das Olimpíadas – Foto: Internet/ND

As palavras do diretor-geral da OMS vão de encontro à realização das Olimpíadas no Japão, edição muito contestada dentro do próprio país, mas também em boa parte do mundo.

“A pandemia é um teste e o mundo está falhando”, disse, ressaltando principalmente a questão socioeconômica. Conforme Ghebreyesus argumentou, “a Covid-19 continuará até que todos os países tenham controle sobre a doença”.

Convém lembrar que os Jogos de Tóquio começam oficialmente nesta sexta-feira (23). A edição foi adiada em razão da pandemia de Covid-19, pois seria realizada no ano passado. Entretanto, casos da doença cresceram no Japão, mas ainda assim o evento está confirmado, embora sem presença de público. Isso após insistências de várias entidades internacionais, sobretudo depois que o país declarou estado de emergência.

+

Saúde

Loading...