Novas doses contra Covid-19 começam a ser distribuídas ainda nesta quinta em SC

Remessa com 75,5 mil doses da vacina Astrazeneca/Fiocruz e 69,2 mil da Sinovac/Butantan chegou ao Estado na manhã desta quinta-feira (8)

Santa Catarina recebeu na manhã desta quinta-feira (8) uma nova remessa com 144,7 mil doses da vacina contra a Covid-19. Os imunizantes, que serão utilizados para a aplicação das doses 1 e 2, chegaram pelo aeroporto de Florianópolis e começam a ser distribuídos no Estado ainda nesta quinta.

doses de vacina contra covid-19 em SCRemessa de vacinas contra Covid-19 em Santa Catarina – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom/Divulgação/ND

Do aeroporto, as doses foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio da Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), em São José. No local é feita a conferência e organização da logística para distribuição para as 17 UDVEs (unidades descentralizadas de Vigilância Epidemiológica) das Regionais de Saúde de Santa Catarina, responsáveis por repassar as doses aos 295 municípios catarinenses.

As centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí já retiraram as doses nesta quinta, a partir das 13h. Para Lages, Rio do Sul, Videira, Joaçaba e Concórdia, as doses seguem via terrestre no início da tarde. Já o avião do Corpo de Bombeiros Militar irá transportar as remessas para as centrais de Chapecó, São Miguel do Oeste e Xanxerê.

O superintendente de Vigilância em Saúde estadual, Eduardo Macário, afirmou que a chegada das novas doses em Santa Catarina irá possibilitar o avanço na vacinação dos idosos de 65 a 69 anos, “além de iniciar a vacinação dos profissionais das forças de segurança e salvamento, especialmente aqueles que estão atuando na linha de frente e no apoio às ações de fiscalização das medidas de distanciamento social junto com os municípios”.

A SES (Secretaria de Estado da Saúde) irá distribuir 93.750 doses da vacina Astrazeneca/Fiocruz — 75.500 recebidas nesta quinta e 18.250 no dia 1º de abril. Desse total, 76.725 doses da vacina serão destinadas para aplicação da Dose 1 em idosos de 65 a 69 anos e nos profissionais das forças de segurança e salvamento. “Assim, ficam reservadas nas gerências regionais 17.025 doses para aplicação da Dose 2 nos trabalhadores da saúde que deverão recebê-las a partir de 19 de abril”, informou a secretaria.

Em relação à Sinovac/Butantan, serão distribuídas 141 mil doses, das quais 69.200 foram recebidas nesta quinta e 71.800 no dia 1º de abril. O superintendente Macário explicou que essas doses serão “para a aplicação da segunda dose de idosos e trabalhadores de saúde, que deverão recebê-las a partir do dia 12 de abril”. Desse lote, ficarão reservadas 12.660 doses para aplicação da Dose 2 nas pessoas que deverão recebê-las a partir de 16 de abril.

As novas vacinas serão utilizadas para a aplicação das primeiras e segundas doses – Foto: Dive/SC/Divulgação/NDAs novas vacinas serão utilizadas para a aplicação das primeiras e segundas doses – Foto: Dive/SC/Divulgação/ND

“Nosso compromisso é o envio imediato das doses para que os municípios agilizem a aplicação das vacinas e, como complementação, realizamos uma busca ativa via Secretaria da Saúde para garantirmos o alcance dos grupos de risco. Estamos em convergência com as ações do Ministério da Saúde e vamos dar a maior celeridade possível, e por todos os meios, para a vacinação de toda a nossa população”, reforçou a governadora Daniela Reinehr.

“É muito importante realizar a busca ativa para que todas as pessoas de 65 anos ou mais que ainda não foram vacinadas sejam imunizadas. Aquelas que já tomaram a primeira dose também precisam da aplicação da segunda dose. A D2 é tão importante quanto a primeira para garantir a imunização”, acrescentou a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

Vacinação dos profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas

O planejamento da vacinação dos profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas foi elaborado pela SES, em conjunto com os comandos estaduais das forças de segurança. Essa ação deverá atender parte dos profissionais destas áreas que atuam diretamente nas ações de enfrentamento à pandemia, realizando as seguintes atividades:

  • trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;
  • trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar;
  • trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a covid-19;
  • trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, independente da categoria.

Além dos policiais militares, policiais civis e bombeiros militares, deverão ser vacinados nesta etapa os guardas municipais, policiais federais e membros das forças armadas que atuam no apoio ao estado e aos municípios na linha de frente ações de enfrentamento à Covid-19. Posteriormente, os demais profissionais de segurança, salvamento e forças armadas serão incluídos na vacinação.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde