Novas doses de vacina fabricada na Índia já estão no Brasil

As vacinas vão passar por conferência de temperatura e integridade da carga e receber etiquetas com informações em português

Chegou no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, a remessa de dois milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra Covid-19. As vacinas vão passar por conferência de temperatura e integridade da carga, receber etiquetas com informações em português e ter amostras encaminhadas para análise de protocolo e liberação pelo INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde), da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca para a primeira aplicação no BrasilAs vacinas serão enviadas ao Ministério da Saúde, antes de serem distribuídas para os estados – Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil/ND

A previsão é que as doses estejam prontas ainda na madrugada desta quarta-feira (24). Após esse processo, elas serão entregues ao Ministério da Saúde.

O avião com o imunizante vindo do Instituto Serum, na Índia, aterrissou na manhã desta terça-feira (23), no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

O material já veio pronto para ser aplicado e será apenas rotulado na Fiocruz. A importação de doses prontas é uma estratégia paralela à produção de imunizantes a partir da chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo, para acelerar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Mais 8 milhões de doses estão previstas pelo acordo com os parceiros AstraZeneca e Instituto Serum, mas ainda não há data prevista para o recebimento. Em janeiro deste ano, a Fiocruz já havia recebido 2 milhões de doses da vacina.

+

Saúde