Novembro Azul: cuidado com a saúde do homem para viver mais

Campanha alerta sobre o diagnóstico precoce do câncer de próstata e os cuidados preventivos com a saúde do homem

Hora de prestar atenção na saúde dos homens – Foto: Divulgação

A campanha do Novembro Azul é um movimento de conscientização sobre a prevenção de doenças que atingem os homens, alertando principalmente para o diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Dados do Ministério da Saúde demonstram que 31% dos homens brasileiros não têm o hábito de ir ao médico. Essa busca tardia pelo serviço de saúde, normalmente na presença de sintomas avançados das doenças, explica parcialmente o resultado da última pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indicando que os homens vivem sete anos a menos que as mulheres.

A enfermeira e mestre em oncologia, Carolina Parucce Franco, que atua no Núcleo de Segurança do Paciente da Qualirede, empresa especialista em soluções de saúde para o setor público, explica que além do câncer de próstata, o novembro azul alerta para doenças como hipertensão, diabetes e obesidade.

“Estas doenças são precursoras de várias outras. Alertarmos continuamente sobre os riscos para toda a sociedade, mas este mês é o momento de conscientizar e incentivar os homens a realizarem seus exames preventivos estimulando este público a cuidar da própria saúde e obter mais qualidade de vida”, afirma.

Quais exames preventivos são indicados para os homens?

  • Exame de sangue
  • Aferição de pressão arterial
  • Verificação de peso e índice de massa corporal
  • Função pulmonar (indicada aos fumantes)
  • Exame de hepatite B, C, HIV e Sífilis

O câncer de próstata e o toque retal

Os principais sintomas do câncer de próstata são dificuldades ao urinar, sangue na urina (em estágios mais avançados) e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite. A idade é um fator de risco, que aumenta significativamente a partir dos 50 anos.

O diagnóstico precoce da doença pode ser feito com o antígeno prostático específico (PSA) no sangue e o exame de toque retal. É importante que os exames sejam realizados em conjunto, porque pacientes com nível normal de PSA também podem apresentar tumor maligno e boa parte da dosagem alterada deste antígeno estará relacionada com um aumento benigno da próstata, muito comum entre os homens com mais de 50 anos.

Carolina explica que esse câncer, na maioria dos casos, é silencioso e cresce lentamente, por isso é tão importante a realização de exames preventivos e o diagnóstico precoce da doença.

É preciso acabar com o preconceito sobre o toque retal – Foto: Divulgação

“Os homens não costumam fazer os exames de diagnóstico quando comparado às mulheres e o câncer de mama. É preciso acabar com o preconceito que existe sobre o toque retal, porque com ele o urologista poderá identificar se o tecido possui característica de um tumor maligno ou não”, alerta.

Segundo ela, existem questões culturais e sociais que influenciam o homem a ignorar sua saúde, pois a maioria acredita que não pode se mostrar frágil e replicam o tabu que relaciona o toque retal com a orientação sexual, o que dificulta a busca pela prevenção da saúde e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Por outro lado, Carolina tem se surpreendido com o envolvimento dos homens na campanha do novembro azul.

“Aos poucos está acontecendo uma mudança na sociedade, mas ainda precisamos da adesão de todos para alcançarmos o objetivo da campanha”, conclui.

“Não há medidas que permitam fazer a prevenção do câncer de próstata, mas com o diagnóstico precoce, a doença é altamente curável”, afirma Carolina. Por isso, ela reforça a importância do engajamento de todos na campanha do novembro azul, ressaltando que homens também devem ser ensinados a zelar pela própria saúde.

+

Saúde é tudo