Novo boletim aponta estado de saúde de vítimas de explosão de hotel em Florianópolis

Funcionária foi levada para o hospital em estado grave ainda no domingo; estabelecimento segue com as operações suspensas por tempo indeterminado

A rede do hotel que registrou uma explosão, no último domingo (15), em Florianópolis, atualizou, no fim tarde desta segunda-feira (16), o boletim sobre o estado de saúde das duas pessoas que ficaram feridas.

Explosão deixou duas pessoas feridas, uma delas em estado grave – Foto: Leo Munhoz/NDExplosão deixou duas pessoas feridas, uma delas em estado grave – Foto: Leo Munhoz/ND

Entre os feridos, está uma funcionária que sofreu queimaduras de 1º e 2º grau. Ela está internada em estado grave e em coma induzido na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

“A Slaviero Hotéis segue acompanhando atentamente o seu estado de saúde para poder prestar todo o suporte necessário”, complementa por meio de nota.

A segunda pessoa ferida, uma passante que teve um corte no pé por conta do estilhaço de vidro, foi atendida logo em seguida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e liberada.

Ainda de acordo com a rede Slaviero Hotéis, o estabelecimento segue com as operações suspensas por tempo indeterminado para que seja possível realizar todos os reparos necessários.

Os hospedes com entrada até segunda-feira (16) foram transferidos para um hotel parceiro da região e futuras reservas já foram canceladas.

Perícia

Além disso, a segunda foi marcada pela presença do CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina), da Polícia Científica e um engenheiro contratado para realizar a perícia relacionada à explosão de gás.

Ainda conforme o comunicado, foi constatado que o acidente não ocasionou problemas na estrutura do prédio. Porém, testes ainda serão realizados em determinados equipamentos do local para que o laudo oficial apresente com precisão a causa da explosão.

De acordo com o CBMSC, a perícia iniciou às 8h sob coordenação do tenente De Paula. O laudo deve ser gerado em até 30 dias após a coleta das informações.

A perícia deve esclarecer, entre outras questões, o que causou a explosão e onde ela ocorreu. A suspeita inicial, pelas características e relatos iniciais, é que o estouro tenha sido provocado por um possível vazamento de gás.

Será apurado se a explosão foi na cozinha ou na área da caldeira – que faz o aquecimento da água do hotel e da lavanderia, local mais danificado no prédio.

Relembre o caso

A explosão foi registrada na tarde deste domingo no Slaviero Baía Norte Hotel. Duas pessoas ficaram feridas. Uma delas passava em frente ao hotel, quando foi atingida por estilhaços.

A via sentindo Centro e bairro da avenida Beira-Mar Norte foi fechada para o tráfego enquanto os Corpo de Bombeiros Militar avaliava a estrutura.

Informações é que tinham 31 adultos e uma criança no hotel, mas havia poucos apartamentos ocupados no exato momento da explosão.

Por volta das 16h30, com a estrutura do prédio preservada e o local periciado pelos bombeiros e pela Polícia Científica foi autorizada a entrada dos hóspedes para retirada dos seus pertences. Eles foram realocados em outra unidade da rede hoteleira.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...