Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


O legado do primeiro evento-teste de Santa Catarina

Saiu o relatório final sobre a apresentação da Camerata Florianópolis realizada no final de julho

O relatório final sobre o primeiro evento-teste de Santa Catarina, realizado pela Camerata Florianópolis em 29 de julho, elencou seis recomendações de protocolos para os próximos que devem ser realizados pelo Grupo de Trabalho liderado pela Saúde estadual e Santur.

Cadeiras do teatro do CIC foram sinalizadas e receberam um QR Code, para posterior rastreamento do público que dói ao evento de julho – Foto: Ricardo Wollfenbüttel/Divulgação/NDCadeiras do teatro do CIC foram sinalizadas e receberam um QR Code, para posterior rastreamento do público que dói ao evento de julho – Foto: Ricardo Wollfenbüttel/Divulgação/ND

Além da exigência de “esquema vacinal completo” contra a Covid-19, a sugestão dos pesquisadores da Unisul da Univali é que o público utilize a máscara PFF2 sem válvula, “mais segura para eventos em ambientes fechados”, e que seja providenciada a higienização com álcool 70% dos utensílios de uso compartilhado.

Eles também consideram importante garantir distanciamento físico com cadeiras intercaladas e sinalizadas, com redução da lotação máxima para 50%; veto ao consumo de alimentos e bebidas em ambientes internos – evitando a retirada das máscaras -, e equipe treinada e preparada na orientação e controle das regras sanitárias.

O documento final destaca que não foram registrados casos de Covid-19, o que aponta para a eficiência dos protocolos, mas ressalva que as interpretações devem ser cautelosas porque “nem todos os participantes responderam ao monitoramento do evento e realizaram a testagem”.

“Os resultados, com as ressalvas destacadas de forma relevante pelos pesquisadores, são positivos. O espetáculo serviu para nortearmos a nossa conduta, pois temos, agora, um diagnóstico, um balizamento, do que podemos retomar. Foi um evento científico, que nos permite ter segurança nos eventos”, afirma o presidente da Santur, Renê Meneses.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...