Oeste de SC reduz de 104 para 67 o número de pacientes a espera de leitos de UTI

A região teve um colapso na saúde com aumento acelerado de casos ativos e de mortes; mesmo com reduções o momento ainda é de atenção

Implantado em fevereiro deste ano para o enfrentamento contra a Covid-19 no Oeste de Santa Catarina, o Centro Integrado de Operações para o enfrentamento contra a Covid-19 vem notando redução no número de casos ativos, na fila de espera por UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e, recentemente, estabilizou a fila de espera por leitos clínicos, conseguindo zerá-la.

UTI do HRO ainda está com superlotação, mesmo com redação na fila de espera – Foto: NDTV/ReproduçãoUTI do HRO ainda está com superlotação, mesmo com redação na fila de espera – Foto: NDTV/Reprodução

Segundo a SES (Secretaria de Estado da Saúde), apesar do número elevado de casos, a melhora é evidente em algumas áreas. A Matriz de Avaliação de Risco na última semana já indicava uma redução considerável no índice de transmissibilidade.

“Dia 13 havia 104 pessoas na fila por um leito de UTI ou por uma transferência. Hoje, esse número reduziu para 67. Da mesma forma, desde o início do ano, o Estado já ativou 80 novos leitos de UTI. Eram 66 em janeiro, mas atualmente são 146”, destacou o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

O Hospital Regional São Paulo de Xanxerê, também no Oeste, ativará mais 10 leitos de UTI.

Aumento de leitos

O grupo de trabalho, que se reuniu nesta quinta-feira (18), mostrou também que houve um aumento de 164 leitos clínicos, desde a criação do Centro Integrado.

Oeste teve ampliação no número de leitos para tratamento de pacientes com a Covid-19 – Foto: Divulgação/Prefeitura de Chapecó/NDOeste teve ampliação no número de leitos para tratamento de pacientes com a Covid-19 – Foto: Divulgação/Prefeitura de Chapecó/ND

Eram 183, antes; hoje, 347. A Macrorregião Oeste abrange 78 municípios e conta com 146 leitos UTI-Covid, sendo 90 em Chapecó, 25 em São Miguel do Oeste, 20 no Hospital São Paulo de Xanxerê e 11 no Hospital São José de Maravilha.

Motta Ribeiro afirmou nesta semana que apesar de um avanço, o governo do Estado e o Centro permanecem atentos e se reunindo constantemente para a análise dos resultados.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde