Oeste de SC registra três mortes por coronavírus em menos de 24h

Caçador e Videira apresentam a primeira vítima em cada cidade; enquanto Concórdia lamenta a terceiro óbito

No espaço de um dia, entre esta quinta-feira (7) e sexta-feira (8), três moradores do Oeste catarinense morreram em decorrência da infecção de Covid-19. As vítimas, dois idosos e um homem, moravam nos municípios de Caçador, Concórdia e Videira.

Hermes Palhano era caminhoneiro e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao Nordeste – Foto: Reprodução/Redes SociaisHermes Palhano era caminhoneiro e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao Nordeste – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um idoso, de 84 anos, foi o primeiro morador de Caçador a morrer devido à infecção pelo novo coronavírus. Ele foi internado pela primeira vez no começo de abril, com diversos sintomas, mas melhorou e recebeu alta, informa a Prefeitura de Caçador.

No final do mês, entretanto, ele foi internado novamente, ocasião em que  também apresentou melhora e recebeu alta. Na segunda internação a equipe de saúde realizou a coleta para o teste, mas o exame apresentou resultado negativo para coronavírus.

Ainda em casa, ele morreu nesta quinta-feira (7). Um novo teste para Covid-19 foi realizado e apresentou resultado positivo. Conforme a Vigilância Epidemiológica de Caçador,  o idoso era cardiopata. Ele deixa filhos.

Leia também:

Caminhoneiro foi a primeira vítima de de Videira

Hermes Palhano, de 51 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (8) em decorrência da infecção por coronavírus. O morador de Videira era caminhoneiro e contraiu o vírus em uma viagem ao Nordeste, de acordo com a Prefeitura de Videira.

Palhano começou a sentir os sintomas da Covid-19 no dia 25 de abril, durante o trajeto de volta. Com a piora no quadro de saúde a partir do dia 1º de maio, ele foi internado três dias depois no Hospital Universitário do município de Montes Claros, em Minas Gerais.

Conforme a Prefeitura de Videira, que acompanhava a evolução do quadro de saúde de Palhano, ele não apresentava comorbidade ou doença preexistente.

Na quarta-feira (6), quando Palhano testou positivo para coronavírus, o quadro de saúde do caminhoneiro piorou. A equipe de saúde do hospital mineiro transferiu o caminhoneiro para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na manhã desta sexta-feira ele não resistiu.

O corpo do caminhoneiro deve chegar neste sábado (9) ao município. O sepultamento, sem cerimônia, deve ocorrer no mesmo dia, no cemitério municipal de Videira.

Concórdia registra sua terceira morte

Ari Stevens, de 70 anos, é o terceiro morador de Concórdia morrer por Covid-19. Ele morreu na manhã desta sexta-feira (8), no Hospital São Francisco.  Aposentado, Stevens morava no bairro dos Estados e apresentava sintomas desde 19 de abril. O idoso deixa esposa, três filhos e netos.

Celso Santos Assis, de 52 anos, também estava internado no Hospital São Francisco, onde morreu na madrugada dessa segunda-feira (4).

Eumar Faccio, de 46 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Concórdia. Ele morreu no dia 28 de abril no Hospital São Francisco, após ser internado seis dias antes na UTI da unidade. Faccio tinha diabetes e havia realizado uma cirurgia cardíaca 40 dias antes de morrer.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...