Mundo Maria

maria.petrelli@ndtv.com.br Entretenimento, lifestyle, arte e tudo que move o mundo dos influenciadores nas redes sociais.


Os benefícios da fisioterapia pélvica para o prazer sexual

Autoconhecimento feminino através da fisioterapia pélvica ajuda no alcance do prazer sexual

Hello, Leitores!!! Falar sobre sexo e prazer pode ser ainda um tabu entre as pessoas, principalmente quando se trata do prazer sexual das mulheres. Muitas se sentem desconfortáveis em falar sobre isso, mas ironicamente o que todo mundo deseja é sentir prazer.

O auto conhecimento feminino através da fisioterapia pélvica ajuda no alcance do prazer sexual Em entrevista, a fisioterapeuta Paula Gomes explica como alcançar o prazer feminino. – Foto: Acervo Paula Gomes/Divulgação/ND

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), saúde sexual é saúde, então por que não começar pelo início? E tudo começa com o autoconhecimento.

Para escrever com propriedade sobre esse assunto, convidei a fisioterapeuta especialista em fisioterapia pélvica Dra. Paula Gomes, para nos explicar tim tim por tim tim sobre como alcançar o prazer sexual feminino.

A grande maioria das mulheres não se conhece, nunca pegou um espelho para conhecer a região íntima, nunca se tocou para saber o que gosta, como gosta e o que não gosta, o que também é de suma importância.

Toda mulher deve conhecer o seu corpo. Quando a mulher conhece o que lhe traz prazer e tem maior controle e consciência corporal é muito mais fácil obter o auto prazer e o prazer a dois também.

Com o autoconhecimento fica mais fácil chegar ao orgasmo?

“Quando somos estimulados sexualmente, seja por algum estímulo visual, por uma carícia ou pela nossa própria imaginação, o nosso corpo responde com algumas mudanças (aumento da sensibilidade na área genital, ereção, lubrificação, etc.) e todas essas mudanças são fundamentais para que o ato sexual seja satisfatório. Resumindo, as fases da resposta sexual do nosso corpo são divididas em: desejo, excitação, fase platô, orgasmo e resolução.

O orgasmo são contrações rítmicas e reflexas (automáticas) da musculatura íntima que podem durar de segundos à minutos e das mais diversas intensidades. E quanto mais intensos forem os estímulos e melhor for a saúde da musculatura e dos vasos sanguíneos locais, mais intenso é o orgasmo.”

Autoconhecimento feminino através da fisioterapia pélvica ajuda no alcance do prazer sexual O autoconhecimento feminino através da fisioterapia pélvica ajuda alcançar o orgasmo. -Reprodução: Acervo Dra. Paula Gomes/ND

Como os exercícios íntimos praticados na fisioterapia pélvica podem melhorar a vida sexual feminina? 

”O assoalho pélvico é uma rede de músculos que fica na base da pelve e são responsáveis pela sexualidade, reprodução, continência urinária e fecal e sustentação de órgãos pélvicos.

Com a prática orientada dos exercícios para os músculos do assoalho pélvico e os movimentos corretos, ocorre melhora do tônus muscular, da circulação local, sensibilidade e lubrificação vaginal, sendo diretamente responsáveis pela quantidade e intensidade das sensações que uma mulher sente durante a relação sexual.’

Assim como os outros músculos do nosso corpo com o passar dos anos vão ficando flácidos, não é diferente com os vaginais. Então como vamos para academia para fortalecer qualquer outra parte do corpo, os músculos da região íntima também devem ser exercitados tanto pra melhorar o prazer sexual (qualidade e intensidade do orgasmo), quanto pra prevenir o aparecimento de disfunções sexuais.

Mas não somente no fortalecimento que fisioterapia pélvica atua para a melhora da vida sexual, algumas mulheres necessitam reorganizar estas fibras musculares e trazer o relaxamento (normalização do tônus muscular), para reduzir dores e desconfortos e melhorar a vida sexual. Afinal, sexo é para ser prazeroso’’

E Dra. quanto ao uso de vibradores, qual a sua opinião? Você acha que eles tem a acrescentar?

“Os estímulos vibratórios são ótimos aliados para o autoconhecimento e para estimular os músculos do assoalho pélvico, inclusive é bastante utilizado como recurso terapêutico para melhora da saúde sexual podendo ser usado tanto na região externa quanto na interna.

Normalmente para quem nunca teve um, eu recomendo iniciar com um bullet, que é menorzinho e discreto. Aí depois ir variando com diferentes formatos e tamanhos, diferentes vibrações e explorar o corpo para saber o que lhe dará prazer.

Mas tudo que é demais pode viciar, né? (risos). O estímulo manual nunca vai chegar ao estímulo que o vibrador consegue chegar, então o segredo é variar mesmo os estímulos.”

Autoconhecimento feminino através da fisioterapia pélvica ajuda no alcance do prazer sexual Os “brinquedinhos” que ajuda, a mulher sozinha alcançar o orgasmo. -Reprodução: Acervo Dra. Paula Gomes/ND

E para finalizar, qual mensagem você gostaria de deixar para os leitores do Mundo Maria?

“Cuidar da saúde íntima é cuidar da saúde e sinônimo de qualidade de vida. Mas como qualquer outro exercício, é necessário orientação, manter a frequência e continuidade. E finalizo reafirmando que toda mulher deveria passar por uma avaliação com uma fisioterapia pélvica para saber como anda a sua saúde perineal.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...