Outubro Rosa faz crescer busca por exames de prevenção contra câncer de mama

Com a aproximação da campanha, aumenta o número de mulheres que procuram o trabalho da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis

Como em quase todas as doenças oncológicas, quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de cura. E, para isso, é necessário realizar os exames preventivos. E o “Outubro Rosa”, campanha anual de combate ao câncer de mama, visa alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce proporcionando mais acesso ao diagnóstico e ao tratamento da doença.

Exames preventivos contra o câncer de mama são realizados na sede da Rede Feminina – Foto: Leo Munhoz/NDExames preventivos contra o câncer de mama são realizados na sede da Rede Feminina – Foto: Leo Munhoz/ND

No ano passado, em Santa Catarina, 660 mulheres morreram vítimas da doença. De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), para este ano em Santa Catarina, foram estimados 3.370 casos novos de câncer de mama, com um risco estimado de 75,24 casos a cada 100 mil mulheres, taxa maior do que a estimativa para o Brasil, que é de 61,61 casos.

Em Florianópolis, conforme dados do Inca, para 2021, estima-se 340 casos e uma taxa de 107,29 para cada 100 mil mulheres.

“É espetacular esse movimento do Outubro Rosa, porque é um momento de conscientizar as mulheres da importância de fazer o exame preventivo”, comentou a presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis, Zita Meireles.

Zita Meireles, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/NDZita Meireles, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/ND

Para ela, o trabalho de conscientização para a importância do diagnóstico precoce não deve ficar restrito apenas a um mês, mas durante o ano todo. “Não só em outubro que as pessoas podem pensar em fazer seu exame, mas hoje é o que acontece”, disse Zita.

Segundo a presidente da Rede Feminina, com a aproximação do mês da campanha aumenta a procura pelo atendimento na entidade.

A presidente da Rede Feminina disse que a divulgação na mídia é positiva para fortalecer a campanha do Outubro Rosa, no entanto, Zita pede uma atenção maior ao longo de todo o ano. “Que também se lembre no começo, na metade, no ano todo”, afirmou.

Retorno do atendimento da Rede Feminina

Durante um longo período sem atendimento, cerca de um ano e meio, devido à pandemia, a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis retomou em agosto o auxílio a dezenas de mulheres que procuram, diariamente, a unidade para realizar exames preventivos do câncer de mama e colo de útero, e também no apoio às pacientes portadoras da doença.

Rede Feminina atende cerca de 200 mulheres por mês – Foto: Leo Munhoz/NDRede Feminina atende cerca de 200 mulheres por mês – Foto: Leo Munhoz/ND

Nesse retorno, a Rede está com o atendimento das 13h às 17h, com hora marcada, para evitar aglomerações. Com isso, o número de exames que antes da pandemia era de 20 a 24 por dia, agora está restrito, ao máximo de 12.

A Rede possui 52 voluntárias e se mantém financeiramente com doações e realizações de eventos que foram afetados com a crise sanitária da Covid-19.

A entidade sem fins lucrativos tem planejado a realização de uma feijoada no começo de novembro e uma rifa no fim de ano para angariar recursos e manter o atendimento mensal a cerca de 200 mulheres. Um bazar com roupas e calçados que funciona na sede da instituição ajuda nas finanças.

A presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis disse que precisa de um apoio maior das empresas da Capital catarinense e enfatizou o recurso disponibilizado pela rede de lojas Havan que destinou R$ 96,8 mil, por meio da campanha Troco Solidário, e foi fundamental para reforma do prédio e aquisição de uma moderna mesa ginecológica para exames de colo de útero.

Mortes por câncer de mama em SC

Segundo levantamento da Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) de Santa Catarina, o estado registrou, no ano passado, a morte de 660 mulheres vítimas do câncer de mama. Em 2021, até o dia 24 de setembro, 429 óbitos pela doença.

Principais Sintomas

Os principais sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Florianópolis

Os exames realizados são de segunda a sexta-feira das 13h às 16h30. Não há cobrança para a realização dos exames. Podem ser feitos, os seguintes exames:

a) Preventivo para câncer de colo do útero (Papanicolau, colposcopias, biópsias)

b) Exame clínico das mamas.

Os atendimentos são feitos por agendamento através dos seguintes canais: Telefone: 48 3224-1398 | WhatsApp: 48 98811-7192;

A sede da Rede fica na rua Rui Barbosa, nº 736, Agronômica.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...