Outubro Rosa: prevenção e o diagnóstico precoce salvam vidas

A importância do diagnóstico precoce vai desde a cura da doença até o procedimento de uma cirurgia menos invasiva

Entre março e agosto deste ano, cerca de 5.072 mulheres beneficiárias do plano de saúde deixaram de realizar o exame de mamografia.

Campanha Outubro Rosa da Qualirede alerta para importância de diagnóstico precoce – Foto: Divulgação

 O diagnóstico precoce determina um melhor prognóstico, com melhores resultados no tratamento, o que aumenta as chances de cura e proporciona melhor qualidade de vida.

 A campanha do Outubro Rosa é o movimento de conscientização sobre o câncer de mama, com ações que alertam sobre a informação de qualidade, o cuidado com a saúde para a prevenção da doença e o diagnóstico precoce.

Mas este ano, o Outubro Rosa também lança um desafio às autoridades médicas: alertar para a importância da realização dos exames em meio à pandemia, para aumentar a chance de cura da doença com o diagnóstico precoce.

A Qualirede, especialista em soluções em saúde para o setor público, observou redução de 40% na realização de mamografias num dos seus clientes devido à pandemia, quando comparado ao mesmo período de 2019 com 2020.

Entre março e agosto deste ano, cerca de 5.072 mulheres beneficiárias do plano de saúde deixaram de realizar o exame de mamografia, que é imprescindível para o rastreamento e diagnóstico precoce do câncer de mama.

Mais chances de cura e qualidade de vida

A Qualirede, trabalhando com o propósito de levar mais saúde para mais pessoas, destaca a importância do diagnóstico precoce e o cuidado da saúde da mulher. O diagnóstico precoce determina um melhor prognóstico, com melhores resultados no tratamento, o que aumenta as chances de cura e proporciona melhor qualidade de vida.

Diagnóstico precoce colabora para cirurgia menos invasiva

Após a fase do diagnóstico, a maioria das mulheres sente receio da cirurgia e das reações ao tratamento contra o câncer de mama.

A enfermeira e mestre em Oncologia, Carolina Parucce Franco, que atua no Núcleo de Segurança do Paciente da Qualirede, explica que ao mesmo tempo em que a prevenção e o diagnóstico precoce colaboram para a remissão total da doença, os procedimentos também passam a ser menos invasivos e mutiladores.

A cirurgia da mama é dividida em dois grupos, a quadrantectomia, cirurgia conservadora que consiste em retirada de parte da mama, e a mastectomia, com a retirada total da mama.

“Se, no rastreamento frequente, for identificado um nódulo precoce, considerando que de um ano para outro a chance de identificar uma lesão ainda no estágio inicial é maior, você proporciona muito mais chances de a mulher ter uma cirurgia menos invasiva, com menor mutilação mamária e assim consiga lidar melhor com o processo da doença, alerta Carolina.

Conhecimento é a melhor forma de prevenção

A informação de qualidade ajuda a salvar vidas porque colabora no processo de descoberta do câncer de mama. Para Carolina, o conhecimento é a melhor forma de prevenção.

“Precisamos transformar as informações técnicas em explicação simplificada para que as pessoas entendam a importância do diagnóstico precoce, e quando houver um diagnóstico, a mulher tenha conhecimento sobre a doença”, afirma.

A mulher bem informada se sente mais segura em relação à doença, cirurgia e tratamento, e sabe que tipo de ajuda deve buscar.

+

Saúde é tudo