Pacientes sofrem com o atraso na entrega de medicamentos de alto custo

Ricardo, 11 anos, teve meningite bacteriana aos 6 meses de idade, enxerga muito pouco, não tem os movimentos do corpo, não ouve e também não fala. Mas sempre que recebe atenção ou um carinho, responde com um sorriso. Por causa da meningite, Ricardo desenvolveu ainda a síndrome de West e para evitar as crises que tem com frequência, o Governo do Estado tem que fornecer o remédio todo o mês para ele, por determinação da justiça, mas há um mês o garoto está sem a medicação. O medicamento custa R$200,00, mas os pais do menino que estão desempregados, não têm condições de comprar. O menino também precisa de leite especial, um suplemento que o Governo do Estado deveria dar, mas também está em falta.

Loading...