Padre de SC espera no pronto-socorro por leito de UTI Covid 

Luiz Neis, de 62 anos, está sedado com ventilação mecânica no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso

Um padre de Itapiranga está internado com coronavírus no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, no Extremo-Oeste de Santa Catarina. Luiz Neis, de 62 anos, está hospitalizado no pronto-socorro da unidade por conta da falta de leitos de UTI Covid, uma vez que o Estado está em colapso.

Padre de SC espera no pronto-socorro por leito de UTI Covid  – Foto: Reprodução/NDPadre de SC espera no pronto-socorro por leito de UTI Covid  – Foto: Reprodução/ND

O religioso procurou uma unidade de saúde de Itapiranga no último sábado (6) quando sentiu os primeiros sintomas da doença, no entanto, foi orientado a seguir em isolamento domiciliar. Já na quarta-feira (10), a situação dele piorou e ele precisou ser transferido com urgência para o hospital São Miguel do Oeste. O diagnóstico só foi feito na quinta (11).

Em um boletim médico divulgado na tarde desta sexta-feira (12), o hospital informou que Luiz ainda aguarda por uma vaga de UTI no pronto-socorro, mas garantiu que ele tem “estrutura adequada para atendimento”. O estado de saúde dele ainda é grave, por isso está sedado com ventilação mecânica. 

A partir desta sexta, o religioso também estará recebendo medicação para o controle da pressão arterial. O padre tem pressão alta e problemas no coração, conforme os funcionários da paróquia. 

No Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, outros 14 pacientes de 10 municípios de Santa Catarina e um do Paraná aguardavam por um leito em UTI Covid, conforme o boletim de quinta (11). A unidade dispõe de 25 leitos de Terapia Intensiva. 

Transferências de pacientes catarinenses são canceladas

Após suspender por dois dias a transferência de pacientes em tratamento contra a Covid-19 para o Espírito Santo, a SES (Secretaria de Estado da Saúde) e o CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina) informaram que os transportes foram finalizados. Quase 400 pacientes aguardam leitos de UTI Covid em Santa Catarina.

A decisão foi divulgada nesta sexta em decorrência do aumento da demanda do atendimento na região de Vitória, cidade para onde os pacientes seriam transferidos.

O estado capixaba também vive um agravamento na pandemia e, por isso, não é possível mais ceder leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) a pacientes catarinenses.

De acordo com o painel de ocupação de leitos hospitalares do governo do Espírito Santo, o total de ocupação das UTIs é de 84,5%, enquanto os de enfermaria é de 75,5%.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde