Passeio ciclístico em Florianópolis chama a atenção para a esclerose múltipla

Passeio é aberto ao público e terá percurso de 6,5 quilômetros; intenção é promover e impulsionar conhecimento sobre a esclerose múltipla

Neste domingo (18), acontecerá um passeio ciclístico gratuito em Florianópolis para promover e impulsionar o conhecimento sobre a esclerose múltipla. A doença atinge cerca de 40 mil brasileiros e a maior dificuldade é o diagnóstico precoce e o início do tratamento.

A esclerose múltipla é uma doença autoimune que atrofia o sistema nervoso central – ABEM/Reprodução

Para estimular o entendimento na sociedade a respeito da EM (esclerose múltipla), doença crônica, autoimune que atinge o sistema nervoso central e afeta mais de 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo, a AME (Amigos Múltiplos pela Esclerose) promove mais uma edição do “Pedale por uma Causa – Esclerose Múltipla”, passeio ciclístico que marca o dia nacional pela conscientização da doença, que é em 30 de agosto.

A concentração será no Parque de Coqueiros (Av. Eng. Max de Souza, 809 – Coqueiros), às 8h. Para participar, basta se inscrever no site e levar 1 kg de alimento não perecível no dia do evento.

Em sua quinta edição, o passeio tem como objetivo alertar sobre a esclerose múltipla que, quanto antes for diagnosticada e iniciado o tratamento, mais qualidade de vida e menos sequelas o paciente poderá ter.

Leia também:

No ano passado, o passeio foi realizado em 13 cidades e reuniu cerca de 1.800 pessoas, arrecadando 1,5 toneladas de alimentos. Neste ano, pela primeira vez, serão 18 cidades. Todos os mantimentos serão doados às entidades assistenciais locais. O “Pedale por uma Causa – Esclerose Múltipla” terá percurso de 6,5 quilômetros e é aberto ao público, sem restrição de idade.

  • Confira abaixo a programação completa do evento:

    Domingo, 18/8, av. Eng. Max de Souza, 809 – Coqueiros

    8h – Início da retirada dos Kits
    9h30 – Aquecimento para os participantes
    10h15 – Início do Pedale
    13h – Término do Pedale

Saiba mais sobre a esclerose múltipla

Comum e ainda mal compreendida, a esclerose múltipla é uma doença autoimune, inflamatória do sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal). Crônica e ainda sem cura, pode levar a sintomas que são muito variáveis de uma pessoa para outra e no mesmo indivíduo ao longo do tempo. A EM ocorre mais frequentemente em jovens entre 20 e 40 anos e é duas vezes mais comum em mulheres.

Muitos sintomas são possíveis na esclerose múltipla. Entre os mais comuns, estão fadiga, problemas de visão (diplopia, neurite óptica, embaçamento), problemas motores (perda de força ou função; perda de equilíbrio) e alterações sensoriais (formigamentos, sensação de queimação).

Como não há um marcador biológico, um exame específico que defina a doença, o diagnóstico se baseia no conjunto de informações clínicas, no exame neurológico do paciente e em exames complementares, como a ressonância magnética.

+

Saúde