Pfizer e AstraZeneca são altamente eficazes contra variante Delta da Covid-19

Vacina da Pfizer apresentou eficácia de 96% e a AstraZeneca de 92% contra a Delta (antes conhecida como variante indiana), após as duas doses

A imunização completa, com todas as doses, das vacinas da Pfizer e AstraZeneca são altamente eficazes contra a variante Delta da Covid-19, antes chamada de indiana.

Os resultados sobre a eficácia contra as internações de pessoas infectadas foram pesquisados pelo PHE (agência de saúde pública da Inglaterra). Ambas as vacinas são aplicadas no Brasil.

AstraZeneca e Pfizer são eficazes contra internação em pessoas infectadas pela variante Delta. – Foto: Unsplash /Daniel Schludi / NDAstraZeneca e Pfizer são eficazes contra internação em pessoas infectadas pela variante Delta. – Foto: Unsplash /Daniel Schludi / ND

Os registros da agência apontam uma eficácia de 92% para a AstraZeneca, que é produzida pela Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz) no Brasil. A Pfizer apresentou uma eficiência de 96% nos estudos. De acordo com a pesquisa, nenhuma morte foi registrada pela cepa Delta do SARS-CoV-2.

Os riscos oferecidos por essa variante após a aplicação da primeira dose também foi avaliado pelo PHE. No caso da Pfizer, a eficácia apresentada com uma dose foi de 71%. A AstraZeneca apresentou uma média de 94% na primeira aplicação.

Foram avaliados 14.019 casos de infecção com a variante em pessoas que procuraram os hospitais públicos ingleses, entre os dias 12 de abril e 14 de junho de 2021. Dentre as atendidas, 166 pessoas precisaram ser internadas.

Variantes

As mutações sofridas pelo coronavírus ao longo do tempo resultaram em novas variantes. Antes chamada de variante indiana, a Delta trouxe preocupações por estar supostamente ligada ao aumento de casos da doença na Índia.

Manaus, Reino Unido, África do Sul e Peru são alguns dos locais que registraram variantes da Covid-19.

+

Saúde

Loading...