Pfizer inicia testes de eficácia da vacina em grávidas

Serão aproximadamente 200 participantes distribuídas por quatro centros de pesquisa do Brasil, em estudo mundial da farmacêutica

A Pfizer deu início, nesta terça-feira (25), aos testes clínicos no Brasil para avaliar a eficácia e segurança da sua vacina contra a Covid-19 em mulheres grávidas saudáveis com 18 anos ou mais.

Serão aproximadamente 200 participantes distribuídas por quatro centros de pesquisa do país.

Imunizante produzido pela Pfizer está em estado de testes em mulheres festa – Foto: Kevin P. Coughlin/Office of Governor Andrew M. Cuomo/Divulgação/NDImunizante produzido pela Pfizer está em estado de testes em mulheres festa – Foto: Kevin P. Coughlin/Office of Governor Andrew M. Cuomo/Divulgação/ND

Essas gestantes farão parte de um estudo mundial da farmacêutica, junto a outras quatro mil mulheres que estejam entre as 24ª e as 34ª semanas de gestação. O estudo vai avaliar o efeito da vacina aplicada em duas doses, com 21 dias de intervalo.

O levantamento também avaliará a segurança nos bebês e a transferência de anticorpos das mãe para os filhos. Os recém nascidos serão monitorados até aproximadamente os seis meses de idade.

No Brasil, serão quatro centros que conduzirão o estudo e serão responsáveis pela seleção das voluntárias elegíveis: CEMEC (Centro Multidisciplinar de Estudos Clínicos), em São Bernardo do
Campo (SP), CMPC Pesquisa Clínica, em Sorocaba (SP), Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS) e a Faculdade de Medicina da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

A Pfizer deve entregar 200 milhões de doses para o Brasil ao longo de 2021. Algumas remessas pequenas já foram enviadas, desde abril. Em junho, serão cerca de 12 milhões de doses enviadas.

+

Saúde

Loading...