Pós-plantão: “Internei 6 pessoas por Covid”, diz médica de Chapecó 

Chapecó tem mais de mil pacientes com o vírus ativo, segundo dados do município

A médica infectologista, Carolina Cipriani Ponzi, usou de uma rede social para relatar a situação da saúde pública de Chapecó, no Oeste, por conta da Covid-19. Ela alerta que há alto risco de colapso no sistema hospitalar, visto o índice de internações.

Carolina Cipriani Ponzi – Foto: Reprodução/NDCarolina Cipriani Ponzi – Foto: Reprodução/ND

Em um vídeo publicado por Carolina, a médica comenta que no plantão de trabalho  precisou internar seis pacientes em decorrência da gravidade dos sintomas apresentados pelo novo coronavírus. 

“Bom dia, hoje é 26 de novembro, são 7h e eu estou me preparando para sair de casa e ir para o hospital. Estava sobre aviso ontem e internei seis pessoas por Covid no hospital onde trabalho. No sábado já tinha internado mais seis. Ou seja, não dei a volta na aqueles internei e já precisei internar mais gente. São pessoas jovens, idosas, de toda a sorte”, dispara Ponzi. 

Chapecó tem 1.086 casos ativos da Covid-19 e 89 mortes. Desde 1º de novembro, o município registrou mais de 1,9 mil novas infecções e dez mortes. “Estamos com mais de mil pessoas doentes pela mesma coisa na nossa cidade. É muita gente”, diz. 

A médica fala que pelo menos 20% dos pacientes vão precisar de internação hospitalar e a preocupação, segundo ela, é de que não tenha leito disponível por conta da superlotação dos hospitais.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde