Prefeito de Florianópolis e Butantan discutem cronograma de entrega de vacinas

Consórcio de prefeitos, representado por Gean Loureiro, sinalizou interesse em negociar diretamente com o Instituto

A expectativa é de que mais 9,8 milhões de doses da Coronavac sejam entregues ao Ministério da Saúde até o final de abril. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (5), após reunião do prefeito Gean Loureiro (DEM), presidente do Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras) e do diretor do Butantan, Dimas Covas.

Gean Loureiro se reuniu, nesta segunda-feira (5), com o diretor do ButantanGean Loureiro se reuniu, nesta segunda-feira (5), com o diretor do Butantan – Foto: PMF/Divulgação/ND

Com a nova remessa, o primeiro contrato com o Ministério da Saúde, de 46 milhões de vacinas, será finalizado. A pauta da reunião com o Conectar foi, justamente, o cronograma de entregas da Coronavac para o Plano Nacional de Imunização.

Segundo o instituto, é possível iniciar o segundo contrato, de 54 milhões de doses, ainda em abril. Para isso, porém, o Butantan depende de novas remessas de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) chegando ao Brasil neste mês. O segundo acordo firmado com o governo federal prevê as doses até agosto.

Após a entrega das 100 milhões de doses, em agosto, o Instituto Butantan estaria liberado para negociar com Estados e municípios. O consórcio sinalizou interesse em um acordo.

Loureiro também deve se reunir com o laboratório na China para buscar doses produzidas no país. “Já sabemos que a Sinovac está com sua produção totalmente comprometida, mas também sabemos que estão para abrir um novo laboratório na China com capacidade de produção de mais 500 milhões de doses por ano. Queremos entrar na negociação com esse novo laboratório”, defendeu o presidente do Conectar.

+

Saúde