Prefeitos do Extremo Sul de SC mantém Réveillon, mas pretendem evitar grandes eventos

Decisão vale para Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Gaivota e Passo de Torres e foi tomada nesta terça-feira (30)

Os prefeitos da área litorânea do Extremo Sul Catarinense se reuniram nesta terça-feira (30) para analisar a programação de verão nos balneários.

Réveillon de 2020 em Balneário Arroio do Silva – Foto: Renam Meinen/NDTVRéveillon de 2020 em Balneário Arroio do Silva – Foto: Renam Meinen/NDTV

Em decisão conjunta, os chefes do Executivo de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Gaivota e Passo de Torres resolveram manter os eventos de Réveillon nos municípios e adotar ao longo da temporada pequenos e médios eventos. Os de grande porte serão evitados.

No comunicado à imprensa, afirmaram que todas as decisões estão embasadas nas normativas do Governo de Santa Catarina e Federal. Caso haja mudanças nas portarias e determinações também farão as adequações necessárias na programação.

O encontro teve a participação do prefeito de Araranguá, César Cesa, do prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini, do de Balneário Gaivota, Everaldo dos Santos, e do prefeito de Passo de Torres, Valmir Rodrigues.

Cancelado

Florianópolis decidiu por não realizar shows na virada do ano de 2021 para 2022. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade ao ND+ na tarde desta segunda-feira (29). O objetivo é evitar aglomerações e o contágio da Covid-19.

Assim como Floripa, Salvador, capital da Bahia, também decidiu não realizar mais a festa de Réveillon que reuniria mais de 250 mil pessoas por dia.

Segundo prefeito Bruno Reis, o cenário de incertezas provocado pela Covid-19, mesmo com o avanço da vacinação no país, levou à conclusão de não realizar o Festival da Virada.

+

Saúde

Loading...