Prefeitura de Florianópolis recomenda uso de máscaras específicas: saiba quais

Recomendação faz parte de uma atualização da Secretaria de Saúde sobre equipamentos de proteção individual indicados à população

A prefeitura de Florianópolis emitiu uma recomendação, nesta quarta-feira (31), para que a população opte por máscaras N95/PFF2, consideradas mais eficientes na filtragem de partículas, quando estiver em ambientes fechados. Há orientação também para uso de máscara cirúrgica com outra de tecido por cima.

As máscaras <a href="https://ndmais.com.br/saude/entenda-por-que-trocar-a-mascara-de-pano-por-uma-padrao-n95-e-pff2/"> N95/PFF2 são mais eficientes na filtragem das partículas</a> &#8211; Foto: Jonathan J. Castellon/Unsplash/Divulgação/NDAs máscaras N95/PFF2 são mais eficientes na filtragem das partículas – Foto: Jonathan J. Castellon/Unsplash/Divulgação/ND

A recomendação faz parte de uma atualização da Secretaria de Saúde sobre equipamentos de proteção individual indicados à população e é  baseada em protocolos internacionais de combate ao novo coronavírus.

De acordo com a prefeitura, por causa do caráter mais transmissível das novas variantes da Covid-19, é importante utilizar materiais mais eficazes na proteção.

Ainda segundo a Secretaria, como a produção dessas máscaras aumentou em comparação a um ano atrás, houve melhora na disponibilidade e no preço dos EPIs, facilitando a aquisição da população em geral.

Como usar

Para garantir a eficácia máxima, a máscara precisa estar bem vedada no rosto, cobrindo o nariz e boca. A troca é recomendada sempre que estiver úmida, suja ou danifica.

Caso não tenha a N95/PFF2, a Secretaria de Saúde orienta que a população utilize máscara a máscara de tecido  por baixo de outra cirúrgica, sempre nesta ordem. Se estiverem em boas condições, as máscaras cirúrgicas podem ser usadas por até quatro horas seguidas.

Para o cuidado e limpeza da máscara de pano, é preciso armazená-la em embalagem até a hora da lavagem.

PFF2/N95

Esse modelo não pode ser lavado em nenhuma hipótese, nem com álcool nem com sabão. O que se recomenda é deixar a máscara em um lugar arejado por no mínimo 48 horas (idealmente cinco dias) para o caso de haver algum vírus aderido ao material, haja tempo de ser inativado. Pequenos ganchos autocolantes na parede costumam ser boas opções.

A recomendação da equipe técnica da prefeitura é baseada em protocolos internacionaisA recomendação da equipe técnica da prefeitura é baseada em protocolos internacionais – Foto: Deborah Windham/Pixabay/Divulgação/ND

As máscaras N95/PFF2 também não podem ser dobradas ou amassadas. O descarte deve ser feito se a máscara estiver molhada, suja, com qualquer odor desagradável, afrouxamento das alças/clip ou danificada. A prefeitura ressalta que o modelo não deve ser utilizado com qualquer outra máscara por baixo ou sobre ela.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde