Prefeitura de Itapema confirma morte de médico por coronavírus, a primeira da cidade

Pediatra Gastão Dias Júnior tinha 52 anos e estava internado na UTI de um hospital particular, em Balneário Camboriú

A Prefeitura de Itapema confirmou, na noite desta quarta-feira (22) a primeira morte da cidade por Covid-19. O paciente era Gastão Dias Júnior, de 52 anos, um médico pediatra da cidade. Ele estava internado na UTI do hospital da Unimed em Balneário Camboriú há 24 dias.

A confirmação foi feita por meio de duas notas oficiais, publicadas em redes sociais. Uma delas foi feita pela assessoria de comunicação da Prefeitura e outra, mais cedo, feita pela prefeita Nilza Simas.

Segundo a nota da prefeitura, o médico “havia sido afastado do trabalho no início da quarentena, quando foi determinando pelo Governo Municipal a suspensão das consultas eletivas e desde de então ele não realizava mais atendimentos, assim como outras especialidades”.

Leia também

O comunicado ainda ressalta que “os sintomas e a confirmação do coronavírus aconteceram depois deste afastamento”. Além de atuar na rede de saúde de Itapema, segundo a nota, o profissional também trabalhava no Hospital Rute Cardoso, em Balneário Camboriú.

Dados estaduais

Pouco antes do anúncio feito pela prefeitura, a secretaria de Estado da Saúde havia atualizado os números em Santa Catarina. Segundo o órgão, até o final da tarde desta quarta (22), 1.115 casos de Covid-19 estão confirmados.

O coronavírus já causou 39 mortes no estado desde o início da pandemia, sem contabilizar este registro. As mortes mais recentes foram as de dois homens do Sul do Estado, um de Balneário Arroio do Silva, 81 anos, e outro de Cocal do Sul, 68. Ambos apresentavam comorbidades.

+

Saúde