Cidades da Foz do Rio Itajaí vão alugar UTIs móveis para apoio ao SAMU

Decisão foi tomada em reunião entre prefeitos das cidades; UTIs móveis vão dar apoio ao SAMU no transporte de pacientes na região

Prefeitos das cidades da Foz do Rio Itajaí se reuniram neste terça-feira (16) e decidiram alugar duas UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) móveis para apoio ao SAMU no transporte de pacientes na região.

O prefeito de Porto Belo e presidente da Amfri (Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí), Emerson Luciano Stein, informou que a decisão de alugar as ambulâncias, e não comprar, se dá porque a demanda é momentânea, neste momento de pandemia.

De acordo com Stein, a Amfri já está atuando na questão burocrática e decidindo quanto cada município vai pagar. Cada ambulância com UTI móvel custa R$ 156 mil por 30 dias.

A associação quer alugar duas ambulâncias por 30 dias. O aluguel pode ser renovado por mais 30 dias, depois deste prazo.

Reforma de hospital desativado

O presidente da Amfri também falou sobre as tratativas para a reforma e reativação do Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú. Segundo ele, a proposta já foi levada ao governo do Estado e tem sido discutida há oito meses.

Com a reforma, o hospital poderia ter até 10 leitos de UTI e mais 10 leitos de retaguarda para pacientes com Covid-19.

Mais leitos para Itajaí

O governo do Estado ainda deve enviar recursos para a construção do completo Madre Teresa, no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí.

Stein fez um apelo ao governo Estadual: “precisamos de agilidade”, reforçou. Segundo ele, faltam ainda os recursos para compra de 10 ventiladores, 10 monitores, 10 suportes para monitor, dois carrinhos de emergência e um ultrassom portátil para ativação de 10 leitos de UTI.

+

BG Itajaí