Primeiro hospital de campanha de SC será instalado em Itajaí

Unidade deve contar com 100 leitos de UTI e ser instalada no Pavilhão da Marejada

Em coletiva nesta quarta (8), o governador Carlos Moisés (PSL) anunciou que será montado em Itajaí o primeiro hospital de campanha de Santa Catarina. A locação deve servir para o combate ao coronavírus, e será instalada no pavilhão da Marejada. Serão 100 leitos de UTI, prestados por empresa que vencer o chamamento feito pelo governo estadual, que prevê 30 dias para entrega dos mesmos.

Informação foi anunciada em coletiva do governo feita nesta quarta (8) – Foto: Divulgação/ Governo de SC/ND

O investimento será da ordem de R$ 76 milhões ao longo de seis meses. Contudo, os leitos seguirão sendo utilizados após a pandemia. “Esse é um formato que está sendo recomendado porque nós conseguimos levar os leitos de UTI onde há demanda. Todos os equipamentos a serem adquiridos ficarão como patrimônio do Estado para uso posterior”, explica o governador.

Leia também:

Além disso, foram anunciados 220 novos leitos no Estado, totalizando 1.021. O ímpeto é de chegar a 2.500. Com essa estrutura, medidas como a flexibilização do isolamento podem ser estudadas, uma vez que as possibilidades de superlotação em hospitais serão menores. Mas, no momento, a orientação ainda é de permanecer em casa, mantendo a quarentena.

O que são hospitais de campanha?

São, em suma, estruturas montadas para atender em situações excepcionais, geralmente instaladas em estruturas prévias com tendas e grande número de leitos. A necessidade se dá geralmente para desafogar as unidades permanentes de saúde, ou para atender prioritariamente pacientes que serão transferidos.

Um exemplo é o hospital montado no estádio Pacaembu, em São Paulo, que possui 192 leitos. Essas unidades são muito utilizadas em situações de conflito militar ou de desastres, devido a fácil mobilidade e ampla visibilidade.

Investimentos em hospitais filantrópicos

Na coletiva do dia 3, Moisés anunciou que os hospitais filantrópicos do estado receberão o valor máximo segundo a nova política hospitalar. O montante deve ser da ordem de R$ 276,2 milhões, até o mês de dezembro. Segundo o governador, será um investimento maciço que irá desconsiderar os critérios de avaliação.

+

Saúde