Prisões preventivas de três suspeitos no caso dos respiradores são mantidas

Os pedidos de revogação das preventivas de Douglas Borba, Leandro Barros e César Augustus Martinez Thomaz Braga foram analisados pelo juiz Elleston Lissandro Canali

A Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis decidiu pela manutenção da prisão preventiva de três investigados no âmbito da Operação Oxigênio: Douglas Borba, Leandro Barros e César Augustus Martinez Thomaz Braga. Os pedidos de revogação das preventivas foram analisados nesta terça-feira (16) pelo juiz Elleston Lissandro Canali.

As defesas de dois investigados também formularam pedidos alternativos de substituição de prisão preventiva por domiciliar por conta de doenças. César Augustus Martinez Thomaz Braga é  portador de asma brônquica e Douglas Borba é hipertenso.

Operação Oxigênio está na segunda fase – Foto: Reprodução/Polícia CivilOperação Oxigênio está na segunda fase – Foto: Reprodução/Polícia Civil

Ao analisar o caso, o magistrado observou que as patologias reportadas por dois investigados podem ser tratadas com medicamentos, a serem disponibilizados pelo Estado ou mesmo por seus familiares.

No tocante à necessidade ou não da prisão preventiva, o magistrado apontou que eventual primariedade, emprego lícito e endereço fixo não são motivos suficientes para justificar a pronta soltura dos acusados, especialmente em casos em que são apontados como integrantes de organização criminosa.

Leia também:

“Acrescenta-se, ainda, que os argumentos lançados pela defesa já eram de conhecimento deste Juízo e foram levados em consideração na decisão que decretou as prisões preventivas”, anotou Canali.

A segregação provisória dos acusados, prosseguiu o juiz, é medida que se impõe “a fim de enfraquecer a atuação da organização criminosa investigada nestes autos, bem como para assegurar a aplicação da lei penal e por conveniência da instrução criminal”.

04 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Renato Baldissero
    Renato Baldissero
    Doentes!? Tomara que morram, sufocados...
  • Hito
    Hito
    Agora os bebezinhos ficam doentes, né? Por enquanto, não podem botar a mão na bufunfa! Mas logo serão soltos e continuarão a viver bem, torrando o dinheiro que roubaram. Aqui neste país da impunidade e corrupção, o crime compensa. Lamentável! ]
  • MLK
    MLK
    Organização criminosa!! Pelo visto a formação da quadrilha foi de ocasião, pois na 1ª oportunidade já estavam atuando a todo vapor!!

+ Saúde