Professores de Florianópolis devem se cadastrar para receberem vacina; veja prazo

Formulário, disponibilizado pelo Comitê Estratégico de Retorno às Aulas de Florianópolis, já está disponível; informações vão ajudar na organização do calendário de vacinação contra a Covid-19

Professores de Florianópolis devem cadastrar seus dados, até a próxima segunda-feira (10), em um formulário, disponibilizado pelo Comitê Estratégico de Retorno às Aulas de Florianópolis, para vacinação dos educadores contra a Covid-19.

Profissionais da educação devem se cadastrar para receber vacina Profissionais da educação devem se cadastrar para receber vacina – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom/Divulgação/ND

Segundo a prefeitura, o calendário de vacinação dos docentes será organizado a partir das informações inseridas nos formulários, que foram encaminhadas a unidades educativas em todos os níveis.

O secretário Municipal de Educação da Capital, Maurício Fernandes Pereira, ainda alerta que as instituições precisam estar com a documentação referente ao plano de contingência homologado para que não haja problemas no processo.

Segundo Maurício, é importante que os gestores acompanhem o preenchimento dos formulários para que os profissionais se cadastrem corretamente. “Só assim teremos um número exato de vacinas que a Capital vai precisar para a imunização geral”.

O município informa que profissionais que estão em licenças-prêmio e maternidade, mas que retornam às atividades durante o ano letivo de 2021, também devem preencher o cadastro. É necessário fazer o registro mesmo que os educadores já tenham tomado o imunizante.

Início da vacinação

Existe a expectativa de que a vacinação de professores comece ainda em maio, apesar de não haver uma data concreta para início da campanha. Segundo a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, o início depende da finalização do processo de imunização dos grupos prioritários, que já está em andamento.

As instituições devem estar adequadas ao plano de contingência escolarAs instituições devem estar adequadas ao plano de contingência escolar – Foto: Maria Fernanda Salinet/Arquivo/ND

De acordo com um cronograma preliminar da Secretaria de Estado da Educação, apresentado em 20 de abril, o primeiro grupo de docentes será formado por profissionais que atuam no atendimento presencial e, só depois, contemplará os docentes que trabalham em atividade remota.

Veja a ordem de prioridade

1º grupo – Profissionais que atuam no atendimento presencial

  • Educação Infantil (professores e auxiliares)
  • Educação Especial
  • Equipe técnica, administrativa e pedagógica (gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência)
  • Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
  • Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
  • Ensino Superior

2º grupo – Profissionais que atuam em Atividade Remota (mesmas etapas de ensino da lista acima)

  • Profissionais que são do Grupo de Risco para a Covid-19
  • Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde