Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Qual é o nosso papel nesta tragédia toda? Meros espectadores?

Dados e perguntas sobre a pandemia a que devemos ficar atentos

1) Dos mais de 7 milhões de catarinenses, 11% já tiveram seus testes positivados. Já sobre os assintomáticos, não se faz a mínima ideia.

Letícia Schneider Breis, nutricionista do Hospital Bethesda – Foto: Jonathan Batista/Hospital BethesdaLetícia Schneider Breis, nutricionista do Hospital Bethesda – Foto: Jonathan Batista/Hospital Bethesda

2) As mulheres representam 58% dos infectados e 42% dos óbitos.

3) Dos casos confirmados, 86,4% são da faixa até 60 anos.

4) Pessoas com mais de 60 anos representam 85,3% dos óbitos.

5) 73% das mortes são decorrentes de uma ou mais doenças crônicas, sendo as principais: cardiovasculares (48%), diabetes (32%), obesidade (13%), respiratórias (12%) hipertensão (10%).

6) Sabe-se que o tabagismo, álcool, obesidade, sedentarismo e diabetes são as principais causas.

Perguntas:

Na posse de todos esses dados, porque os municípios de SC não criam, junto as Unidades Básicas de Saúde, Grupos de Educação em Saúde para o autocuidado?

Porque não organizam com nutricionistas e profissionais de educação física grupos de caminhada, alimentação saudável e disponibiliza  consultas coletivas ?

Desde 2014, o Ministério da Saúde lançou o “Caderno de Normas com Estratégias para o Cuidado da Pessoa com Doença Crônica”. Porque não aplicam ? Quantas vidas e recursos públicos seriam poupados em remédios, drogas, tratamentos e internações ?

Porque se interessam tanto pela doença? Onde andará o Ministério Publico? Qual o nosso papel nesta tragédia toda? O de meros espectadores?

Caros leitores, esta é somente a primeira Pandemia … Boa semana a todos!

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.