Quanto custa o implante contraceptivo que a prefeitura de Itajaí vai disponibilizar?

Implanon substitui a pílula anticoncepcional por 3 anos e será disponibilizada para mulheres em vulnerabilidade social, adolescentes e para as quais a gravidez representa riscos à saúde

A prefeitura de Itajaí anunciou na última terça-feira (19) a disponibilidade do Implanon, um implante subdérmico que tem eficácia superior a 99% e durabilidade de três anos. Um implante substitui aproximadamente 1.095 pílulas anticoncepcionais e estará disponível gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para casos específicos.

Fora do SUS, o implante custa de R$ 2,5 mil a R$ 4 mil reais dependendo da aplicação. Em Itajaí, o Implanon será disponibilizado para adolescentes, mulheres em vulnerabilidade social, com situações clínicas de risco gestacional, soropositivas ou com outras especificidades clínicas.

Implanon substitui a pílula anticoncepcional por 3 anos – Foto: Reprodução InternetImplanon substitui a pílula anticoncepcional por 3 anos – Foto: Reprodução Internet

Para a ginecologista Mylene Lavado, o método representa mais benefícios do que efeitos colaterais para as mulheres, principalmente as adolescentes, por ser um método contraceptivo de longa duração que não depende da usuária.

“O Implanon é recomendável a todas as pessoas que querem uma contracepção segura, altamente eficaz e de longa duração. Além de ser muito eficaz, comparado a uma vasectomia por exemplo, ele é um método que diminui transmissão de algumas DST’s (Doenças Sexualmente Transmissíveis), apesar de que isso não anula a necessidade do preservativo e também tem duração de três anos, não dependendo do usuário”, destacou a médica.

Implante contraceptivo será disponibilizado pela prefeitura de Itajaí – Foto: Secom ItajaíImplante contraceptivo será disponibilizado pela prefeitura de Itajaí – Foto: Secom Itajaí

A iniciativa da prefeitura de Itajaí tem o objetivo de auxiliar no planejamento familiar. De acordo com o último levantamento do UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas), o Brasil está acima da média mundial em gestações na adolescência. Em 2020, registrou-se que, a cada mil brasileiras entre 15 e 19 anos, 53 tornam-se mães. No mundo, são 41.

Efeitos colaterais?

Como todo medicamento, o Implanon tem efeitos colaterais que de acordo com Mylene são manejáveis. “Como é uma progesterona, pode haver alguns efeitos colaterais próprios da progesterona, o primeiro é sangramento de escape, uma das maiores reclamações das pacientes, às vezes é um sangramento mínimo, mas que ocorre ao longo de vários dias, principalmente depois da relação sexual, o que acarreta em desconforto”, destaca.

A ginecologista completa. “O segundo, para algumas pessoas, é o aumento da oleodsidade da pele e cabelo, aumento da acne e diminuição da libido, isso para algumas pessoas”, explica.

Implante subdérmico

O implante contraceptivo subdérmico ou Implanon consiste em um pequeno tubo de silicone com cerca de 3 centímetros de comprimento e 2 milímetros de diâmetro, que é introduzido pelo profissional de ginecologia no braço da paciente sob anestesia local.

O funcionamento acontece com a liberação de hormônios na corrente sanguínea continuamente, o que previne a ovulação e promove atrofia do endométrio, evitando assim a gravidez.

Entre seus benefícios, está o fato de não necessitar que a paciente lembre de ingerir pílulas anticoncepcionais. O implante também melhora os sintomas da TPM, impede a menstruação e permite que a mulher amamente durante o uso do método contraceptivo.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...