Quarentena no Sul de SC: veja as medidas adotadas pelas cidades da Amurel

Onze municípios da região adotaram a suspensão de serviços não essenciais por nove dias, já Braço do Norte, Grão-Pará e Rio Fortuna não acataram as medidas de quarentena e criaram um comitê próprio

O comitê técnico da Amurel (Associação de  Municípios da Região de Laguna) emitiu nesta quarta-feira (15) uma série de recomendações de quarentena para serem adotadas na região por nove dias. Dentre elas o funcionamento apenas de serviços essenciais.

Durante esta quarta e quinta-feira (16), os 18 municípios que compõem a associação se manifestaram por meio de novos decretos – com a adoção de protocolos distintos.

Recomendação da Amurel foi realizada no contexto de lotação total das UTIs da região – Foto: HNSC/Divulgação

O comitê técnico da Amurel é composto por profissionais de saúde indicados por cada um dos 18 municípios da região. As recomendações dadas pelo comitê foram justificadas pela lotação máxima nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) da região.

A Secretária Estadual de Saúde classificou a Amurel pela segunda vez com “risco gravíssimo” em relação à pandemia do novo coronavírus.

Recomendações da Amurel

Conforme a recomendação nº 006/2020, divulgado nesta quarta-feira (15), são quatro as medidas recomendadas pela Amurel:

  1. Adoção da quarentena no período de 16/7 a 24/7 em toda a Amurel, que deverá ser reavaliada em reunião técnica após divulgação de novas informações sobre o sistema de saúde;
  2. redução do atendimento simultâneo em supermercados para 40% da capacidade e ingresso de uma pessoa por família no interior do estabelecimento;
  3. Funcionamento apenas de atividades essenciais, conforme Art. 11 do decreto estadual 562/0202; e
  4. Manter rigorosa fiscalização e orientação a população sobre as precauções, prevenções e cuidados obrigatórios definidos em regulamentos anteriores, destinados a pessoas físicas e jurídicas.

Confira abaixo as novas medidas adotadas por cada cidade:

Braço do Norte, Grão-Pará e Rio Fortuna

Os três municípios não apenas negaram as recomendações da Amurel, mas também criaram um comitê próprio – Comitê Extraordinário do Vale de Braço do Norte. Ele será formado por três médicos e uma engenheira sanitarista.

O comitê realizará uma análise do parecer da Amurel, emitindo um parecer técnico-científico até as 18h desta quinta-feira (16). Em nota publicada nas redes sociais, os três municípios adiantaram que não haverá fechamento integral das atividades não essenciais.

Armazém – adotou recomendações

Em decreto publicado nesta quarta-feira (15), a Prefeitura de Armazém decretou apenas o funcionamento das atividades essenciais pelo período de nove dias, contado a partir desta quinta-feira (16).

Na rede municipal de saúde foram suspensos os atendimentos não eletivos e não emergenciais, assim como os atendimentos odontológicos. O decreto também prevê que os funcionários da rede municipal de saúde em férias poderão ser convocados.

Capivari de Baixo – adotou recomendações

Em decreto assinado pelo Prefeito Nivaldo de Souza, Capivari de Baixo suspendeu pelo período de nove dias as atividades não essenciais. Ele adotou as recomendações da Amurel.

Também foram suspensos no município, por período indeterminado, eventos e reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado – incluindo excursões, cursos presenciais, missas e cultos religiosos. Supermercados e mercados devem funcionar com acesso simultâneo de cliente em, no máximo, 40%.

Gravatal – adotou recomendações

A Prefeitura de Gravatal, que inicialmente apresentou resistência às recomendações da Amurel, também adotou decreto restritivo.

Durante nove dias, até 24 de junho, estão suspensas as atividades não essenciais. O município adotou a recomendação que estabelece restrição de 40% da capacidade aos estabelecimentos, podendo ingressar uma pessoas por família.

Imaruí – adotou recomendações

A Prefeitura de Imaruí também adotou as recomendações da Amurel. Foram suspensos os serviços não essenciais pelo prazo de nove dias, a partir desta quinta-feira (16) e a realização de reuniões de qualquer natureza. A ocupação em supermercados e mercados será restrita a 40% da capacidade, restrito a uma pessoa da família.

Os estabelecimentos que forem flagrados descumprindo o decreto deverão ter suas atividades suspensas.

Imbituba –não adotou recomendações e decretou outras medidas

A Prefeitura de Imbituba, que já tinha sinalizado que não iria fechar as atividades não essenciais, regime diferenciado de horário e atendimento ao comércio.

Confira abaixo o que muda:

  • 1- Os restaurantes, churrascarias, lanchonetes, conveniências, pizzarias, sushi-bar e afins, funcionarão de segunda à sexta-feira, com 50% da capacidade total e até as 18h, após este horário, fica permitido somente os serviços de tele-entrega (delivery) e retirada no balcão.
  • 2- Os food trucks/ambulantes funcionarão somente por tele-entrega (delivery) e retirada no balcão, inclusive aos sábados, domingos e feriados.
  • 3- Os bares, pubs e similares, funcionarão com 50% da capacidade total de segunda à sexta-feira até as 18h, e após este horário, fica permitido somente os serviços de tele-entrega (delivery) e retirada no balcão, ficando vedada à prática de jogos no local.

Jaguaruna – não adotou recomendações e decretou outras medidas

Jaguaruna adotou um decreto próprio, não fechando as atividades. No decreto nº 74, assinado pelo prefeito Edenilson Montini da Costa, a prefeitura questionou prazo de nove dias, “sendo que segundo estudos científicos, o ciclo da doença do coronavírus é em torno de 14 dias”.

A Prefeitura também levou em conta “parecer técnico da equipe municipal que constatou que a transmissão e contágio do novo coronavírus não provém da abertura e manutenção do estabelecimentos”.

O município decretou normas específicas para o funcionamento do comércio e liberou a realização de barreiras sanitárias pela Vigilância Epidemiológica “podendo ser instalada na entrada principal e, havendo servidores disponíveis, em outras entradas”. O decreto tem duração de 14 dias, contado a partir desta quinta-feira (16).

Confira abaixo os novos horários permitidos para o funcionamento do comércio confira o decreto completo aqui.

  • comércio de rua: segunda a sexta-feira, das 8h à 18h30;
  • restaurantes, lanchonetes, pizzarias, churrascarias: de segunda a sexta-feira, até às 20h. Após às 20h poderão funcionar com redução da capacidade em 50% e distanciamento de 1,5m;
  • food trucks/ambulantes: somentes telentrega, inclusive sábados, domingos e feriados;
  • bares, pub’s, conveniências e similares: funcionamento até às 18h, de segunda a sexta-feira. Após Às 18h, somente telentrega. Locais deverão estar fechados durante sábados, domingos e feriados
  • eventos públicos e privados, festas: vedada a aglomeração e proibição de realização de festas em residências com pessoas, que não as residentes

Pedras Grandes – adotou todas as recomendações

Em Pedras Grandes está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

Pescaria Brava – não decretou fechamento das atividades não essenciais e decretou outras medidas

Assim como Jaguaruna, a Prefeitura de Pescaria Brava não determinou o fechamento de todos os serviços não essenciais, mas sim decretou horários restritos para o seu funcionamento – restrições que seguem até o dia 24. Confere o que muda abaixo:

  • Supermercados, Mercados e Mercearias: funcionamento até as 20 horas, com 40% (quarenta por cento) da capacidade total, observando obrigatoriamente todas as regras sanitárias vigentes.
  • Padarias, Açougues e Peixarias: Funcionamento até as 20 horas, com 40% (quarenta por cento) da capacidade total, apenas para retirada no balcão ou delivery, desde que não comercialize bebidas alcoólicas, observando obrigatoriamente todas as regras sanitárias vigentes.
  • Bares, Restaurantes, Comércio Geral, Academias, igrejas e cultos em geral: Atividades suspensas até 24/07/2020
  • Lanchonete e Restaurante – atividade de tele-entrega (delivery) de alimentos. Segue permitido apenas a atividade de tele-entrega (delivery) de alimentos.
  • Distribuição de encomendas e cargas, especialmente a atividade de tele-entrega (delivery) de alimentos: Segue permitido
  • Atividades industriais: Autorizado, limitado a 50% da sua capacidade operacional.
  • Agropecuárias, farmácias, postos de combustível: Funcionamento em horário normal, com 40% (quarenta por cento) da capacidade total, observando obrigatoriamente todas as regras sanitárias vigentes.
  • Atendimento ao público externo na prefeitura municipal de Pescaria Brava/SC: Suspenso até 24/07/2020.
  • Atendimentos Odontológicos nas Unidades de Saúde do Município: Suspenso até 24/07/2020.
  • Laboratórios clínicos de coleta de exames e odontológicos da rede privada: Autorizado o funcionamento em horário normal, com 40% (quarenta por cento) da capacidade total, observando obrigatoriamente todas as regras sanitárias vigentes.
  • Unidades Básicas de Saúde e Postos de Saúde do Município de Pescaria Brava/SC: Horário normal de funcionamento, apenas para atendimentos clínicos.
  • Atendimento por médicos especialistas: suspenso até 24/07/2020.
  • Materiais de Construção: Autorizado o funcionamento por tele entrega (delivery).
  • uto escola, Despachante e Cartórios: Suspenso até 24/07/2020
  • Atendimento em Bancos e Lotéricas: Suspenso até 24/07/2020
  • Autorizado a utilização de caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras.
  • Serviços de estética e beleza: Suspenso até 24/07/2020.

São Ludgero – adotou todas as recomendações

Em São Ludgero, que adotou as recomendações do comitê técnico da Amurel, está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

São Martinho – adotou todas as recomendações

A Prefeitura de São Martinho adotou todas as recomendações da Amurel. No município está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

Treze de Maio – adotou todas as recomendações

Através do decreto nº 71/2020, a Prefeitura de Treze de Maio adotou todas as recomendações da Amurel. No município está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

Tubarão – adotou todas as recomendações

A Prefeitura de Tubarão também adotou todas as recomendações da Amurel. No município está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

Além disso, Tubarão adotou as seguintes medidas:

  • circulação de veículos de transporte coletivo
  • todos os serviços considerados não essenciais, como salões de beleza, barbearias, academias, shoppings centers e comércio em geral
  • serviços públicos não essenciais que não possam ser feitos via home office
  • entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro
  • prática esportiva coletiva
  • visitas em asilos
  • eventos
  • permanência de duas pessoas ou mais em espaços públicos, como praças e parques
  • utilização de clubes sociais e academias ao ar livre

Laguna – adotou todas as recomendações

A Prefeitura de Laguna adotou todas as recomendações da Amurel. No município está proibido funcionamento de serviços não essenciais até o dia 24 de junho. No decreto, também foi proibido a realização de reuniões de qualquer natureza.

Mercados e supermercados podem funcionar com, no máximo, 40% da capacidade, sendo que apenas um membro da família poderá entrar por vez. Os estabelecimentos flagrados em descumprimento as regras sanitárias vigentes, deverão ter suas atividades suspensas até que as cumpram.

Sangão

Até o fechamento desta reportagem, o nd+ não conseguiu localizar os novos decretos adotados pela Prefeitura de Sangão. Assim que as informações forem obtidas, a reportagem será atualizada.

+

Saúde