Queda de cabelo pós-Covid? Saiba como é o tratamento

Estudo aponta que 48% das pessoas que se recuperaram da Covid-19 tiveram queda capilar como “sequela”

As sequelas da Covid-19 atingem milhares de pessoas desde o início da pandemia e, além dos problemas respiratórios, uma das consequências mais comuns do coronavírus no organismo é a queda de cabelo. Ao aumentar o metabolismo, o vírus faz com que o corpo desvie nutrientes para lidar com o desequilíbrio, o que causa enfraquecimento de cabelos e unhas. Mas, há tratamento.

Uma das sequelas da Covid-19, a queda de cabelo, tem tratamento – Foto: Thiago Bonin/NDTVUma das sequelas da Covid-19, a queda de cabelo, tem tratamento – Foto: Thiago Bonin/NDTV

De acordo com um estudo desenvolvido no Brasil por diversos centros acadêmicos, 48% das pessoas que se recuperaram da Covid-19 tiveram queda capilar como consequência da ação do vírus.

Além disso, o estudo aponta que 44% das mulheres tiveram queda pós-Covid de forma moderada a intensa, enquanto o percentual entre os homens foi de 9%.

O cabelereiro e especialista em tratamentos capilares, Alexandre Simas, explica que a queda de cabelo neste período de pandemia vem sendo muito mais recorrente em Joinville e estima que um percentual de 25% das pessoas contaminadas com a Covid-19 tenham apresentado algum quadro de queda capilar na cidade.

Além da ação do coronavírus há outros fatores que contribuem para o problema, explica Simas, como desnutrição, alterações hormonais e estresse. “São inúmeros os fatores que promovem a queda de cabelo, inclusive de produtos cosméticos de couro cabeludo de forma inadequada”, fala.

As dicas para evitar e tratar a queda capilar, ressalta ele, são várias e, entre elas, está a maneira como lava-se o cabelo. A primeira dica, salienta o profissional, é aplicar o shampoo no couro cabeludo ainda seco. “Assim, aproveitamos o máximo dos ativos que ele ofereve, promovendo mais resultados e controle de oleosidade”, diz.

Outra dica é a maneira como a higienização é feita. “Tendemos a fazer uma fricção desorganizada e ela não é saudável. O que eu preciso fazer na lavagem? Um deslocamento, uma massagem de deslocamento para irrigar o couro cabeludo, estimulando as glândulas a produzir mais oleosidade”, explica.

O tratamento

A vacuoterapia capilar, já muito utilizada, é um dos principais tratamentos para tratar a queda de cabelo, sequela da Covid-19. Associada ao uso de led vermelho com aplicação de substâncias de origem vegetal e multivitaminas, o tratamento é realizado em sessões. “A aplicação fortalece a ancoragem dos fios e a estrutura de novas células de fibras capilares”, explica Simas.

Tratamento associado a boas práticas melhoram sequelas da Covid-19 – Foto: Thiago Bonin/NDTVTratamento associado a boas práticas melhoram sequelas da Covid-19 – Foto: Thiago Bonin/NDTV

O tratamento, realizado em Joinville, associado a boas práticas de alimentação, cuidado e bem-estar, muda significativamente a estética dos cabelos e do couro cabeludo.

“Ao longo dos meses se percebe uma melhora no volume capilar, associado ao uso de produtos homecare, alimentaçãoe bom sono. Tudo que influencia no estado de bem-estar e consequentemente melhora o corpo. O cabelo revela se estamos bem, se a saúde está bem, o cabelo está bem”, diz.

O especialista ressalta, ainda, que é fundamental ter atenção ao comportamento capilar, capaz de revelar o estado de saúde física e emocional. “Quando o cabelo sinaliza algum problema é importante fazer uma avaliação e consulta médica porque são sinais que há alguma coisa em desordem”, finaliza.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...