Rei do Palace: Cantor Jorge Ben será hóspede único de hotel de luxo no Rio

Copacabana Palace decidiu fechar as portas para conter pandemia de coronavírus, mas manterá seu ilustre morador, que vive lá desde 2018

O Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, estará fechado a partir desta sexta-feira (10) pela primeira vez em 97 anos. A medida foi tomada para conter a pandemia do novo coronavírus. Na próxima segunda (13), os últimos hóspedes deixarão o hotel: Andrea Natal, que administra o espaço; e o cantor Jorge Ben Jor que vive no local desde 2018.

Hotel de Luxo deverá retornar no fim de maio com “novas surpresas”, segundo administradora – Foto: Divulgação/Belmond Copacabana Palace/ND

Andrea afirmou que o período do carnaval foi inesquecível, e que o período parecia uma era de ouro. Contudo, ela também atestou, “nossa previsão de ocupação para março era de 70%, e fechamos o mês com 36%. Até começamos bem, mas a partir de meados do mês, quando o turismo global começou a ser mais afetado, com muitos cancelamentos de voos, a queda foi abrupta. Isso justamente num ano que começou promissor”, disse a executiva ao jornal O Globo.

Apesar do fechamento camareiras irão permanecer trabalhando nos 293 quartos. A rotina consistirá em uma manutenção mínima, com limpeza, abertura de portas e janelas ao dia e fechamento à noite. Materiais como talheres, telefones e computadores serão catalogados e guardados durante a paralisação.

Leia também:

O setor de hotelaria, juntamente com o de restaurantes e demais serviços, sofre com a pandemia, uma vez que depende do fluxo de pessoas. Segundo estimativa da Bain & Company, é o setor que mais sofrerá, com uma recuperação lenta e baixas demandas a longo prazo.

Porém, segundo a administradora, a ideia não é realizar a reabertura em maio do mesmo modo como ele fechou. Andrea afirma que “podemos esperar surpresas”.

+

Saúde