Retomada de eventos em SC terá regras especiais contra Covid-19; veja detalhes

Reunião de grupo que discute medidas para criação de protocolo foi realizada nesta quinta-feira (10)

A criação de um protocolo que visa à retomada de eventos avança em Santa Catarina. Entre as medidas, estão o rastreamento e a notificação de casos de Covid-19 entre os participantes.

Primeiro show com distanciamento social do mundo foi realizado no Reino Unido, em agosto de 2020 – Foto: The Sun/ReproduçãoPrimeiro show com distanciamento social do mundo foi realizado no Reino Unido, em agosto de 2020 – Foto: The Sun/Reprodução

Nesta quinta-feira (10), o comitê que discute as medidas, formado pela Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina) e pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), além de representantes de entidades do segmento, se reuniram mais uma vez, mas de forma virtual.

A empresa responsável pela plataforma de rastreabilidade que está em contratação pela Santur foi apresentado ao grupo.

A realização de eventos-testes foi anunciada pelo governador Carlos Moisés (PSL) como uma possibilidade para o segundo semestre, já que a vacinação tem avançado no Estado, com previsão para vacinar toda a população adulta até o fim de outubro de 2021.

O primeiro show com distanciamento social e medidas contra Covid-19 durante a pandemia foi realizado no Reino Unido, em agosto de 2020.  Cerca de 2.500 pessoas se reuniram para assistir à apresentação.

Como funcionará a rastreabilidade

A startup Smart Tour, empresa de Florianópolis, apresentou detalhes de como funcionará a plataforma Smart Tracking, que estará conectada ao “Evento Seguro”, durante a retomada das atividades do setor no Estado.

Pela plataforma, o usuário que estiver presente em um evento realizará um “check-in” e, conectado diretamente com a SES, será notificado caso tenha estado próximo de alguém positivado com a Covid-19.

Ainda em processo de contratação, a empresa realizará, com o segmento de eventos e também a Santur e a SES, os ajustes necessários para o aperfeiçoamento até o momento dos eventos-testes.

“Estamos avançando de forma conjunta, como deve ser, com todos os cuidados possíveis. Estamos juntos da Saúde e, em breve, com a UFSC [Universidade Federal de Santa Catarina], para nos cercar o máximo possível durante esses eventos-testes”, comentou o presidente interino da Santur, Renê Meneses.

“Essa é uma prioridade da Santur e também do governador Carlos Moisés, que deseja retomar esses eventos para beneficiar o turismo e também a nossa economia”, completou.

Além disso, um Termo de Cooperação será formalizado pelo governo do Estado para poder contar com a expertise científica da UFSC, ao longo de todo o processo dos testes: pré, durante e pós.

De acordo com o governo, a realização dos eventos-testes depende do panorama da pandemia em Santa Catarina. Ao todo devem ser cinco testes: um congresso, um evento cultural, uma feira, um jantar e uma atividade esportiva.

Entenda os protocolos

Dentro das exigências do protocolo ainda em formulação, estão previstas  a obrigação da comprovação da vacina, apresentação do exame antígeno nas 24 horas anteriores ao evento, o uso de máscara (N-95 ou PFF2), a assinatura de termo de consentimento, distanciamento (que pode variar de acordo com o evento) e teste antígeno pós-evento.

Veja os presentes no encontro

Além da Santur, da SES e da Vigilância Epidemiológica do Estado, estiveram presentes diversas entidades. Confira:

  • Abeoc-SC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos);
  • Abrape-SC (Associação Brasileira de Promotores de Eventos);
  • Ubrafe (União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios);
  • Federação dos Convention & Visitors Bureau de Santa Catarina;
  • Floripa Convention/Fortur;
  • Abrasel-SC (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes);
  • Senac;
  • Fecomércio-SC;
  • Abraceo (Associação Brasileira de Corridas de Rua e Esportes Outdoor).
+

Saúde