Rússia aprova primeiro remédio contra Covid-19 para venda em farmácias

O Coronavir será usado para infecções leves e moderadas e poderá estar disponível já na semana que vem nas farmácias da Rússia, informou o produtor

A Rússia aprovou nesta sexta-feira (18) o tratamento Coronavir da R-Pharm para pacientes testados positivos para Covid-19 com sintomas leves e moderados e não hospitalizados. O remédio pode estar disponível no país já na próxima semana, informou a empresa farmacêutica.

O Coronavir sucede outro medicamento russo contra a Covid-19, o Avifavir – Foto: Reprodução/Pixabay/ND

A aprovação do Coronavir sucede a liberação do Avifavir, outro medicamento russo usado contra o coronavírus, em maio. Ambos têm como base o favipiravir, que foi desenvolvido no Japão e lá é usado amplamente como base nos tratamentos virais.

A R-Pharm, disse que recebeu aprovação para o Coronavir após testes clínicos de estágio avançado com 168 pacientes com coronavírus. De acordo com um registro do governo, o remédio foi liberado inicialmente como tratamento da Covid-19 para uso hospitalar, em julho.

A R-Pharm já começou a conversar com farmácias sobre encomendas, segundo um porta-voz da empresa. As remessas de Coronavir devem começar na próxima semana.

O Coronavir é fabricado nas instalações da R-Pharm em Yaroslavl, cidade localizada cerca de 300 quilômetros a nordeste de Moscou. O Avifavir está disponível nos hospitais desde junho, mas ainda não foi fornecido em farmácias.

Ambos se baseiam no ingrediente ativo favipiravir, que também é um componente essencial do remédio antiviral Avigan da Fujifilm Holdings Corp, aprovado no Japão em 2014 como tratamento emergencial contra gripe.

Testes de seu uso contra a Covid-19 acontecem em todo o mundo, mas os resultados de um estudo japonês de julho foram inconclusivos.

+

Saúde