Saiba mais sobre as causas e tratamentos do sangramento nasal

Quando o nariz sangra, situação conhecida como epistaxe, é uma condição comum, afetando boa parte das pessoas, ao menos uma vez no decorrer da vida

Saiba o que fazer quando tiver sangramento pelo nariz – Foto: DivulgaçãoSaiba o que fazer quando tiver sangramento pelo nariz – Foto: Divulgação

Apesar de a maioria dos sangramentos nasais ser branda e autolimitada, é uma condição que assusta muito os pacientes.

Sim, o fato assusta. Tanto pelo aspecto angustiante da situação, parecendo que saiu mais sangue do que ocorreu, quanto pelas crenças de que este seja um sinal de um AVC ou aneurisma cerebral.

A intensidade dos sangramentos

“Mas felizmente, a verdade é que a maioria dos sangramentos nasais costuma ser de leve intensidade, e são autolimitados. Acabam cessando espontaneamente”, explica o médico otorrinolaringologista, Dr. Guilherme Guerra Orcesi da Costa.

A principal causa do sangramento nasal é a ruptura de vasos sanguíneos localizados  na mucosa nasal na parte anterior do septo. É na parte da frente do nariz, na parede que separa a cavidade nasal ao meio (septo nasal)”, explica o médico

Outras causas:

Dilatação

Dilatação excessiva dos vasos sanguíneos devido a processos alérgicos (rinite alérgica). Ou então, fatores irritativos da mucosa (ar seco ou frio, produtos de limpeza, fumaça, ar condicionado, etc).

Desvio de septo

Alterações de fluxo de ar pelo nariz (devido a um desvio de septo, por exemplo). Também podem promover essa dilatação dos vasos sanguíneos na mucosa nasal.

Traumas

O sangramento pode ocorrer por trauma local, geralmente por excesso de manipulação no nariz. Ou em crianças pequenas, por hábitos inadequados de higiene.

Doenças

Saiba que outras causas menos comuns podem estar relacionadas a doenças sistêmicas que prejudicam a coagulação sanguínea. Também observe uso de certas medicações anticoagulantes, pressão arterial elevada, ou tumores nasais. 

Dr. Guilherme Guerra Orcesi da Costa, médico otorrinolaringologista – Foto: DivulgaçãoDr. Guilherme Guerra Orcesi da Costa, médico otorrinolaringologista – Foto: Divulgação

E o que fazer em caso de sangramento nasal?

Dr. Guilherme orienta:

  • A primeira medida é manter a calma.
  • A ansiedade aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial, o que dificulta o tamponamento natural que ocorre no organismo, quando exposto a um sangramento.
  • A segunda medida é estancar o sangue que sai do nariz.
  • Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, não é recomendável levantar a cabeça em sangramento nasal. Isso faz com que o sangue fique escorrendo para a garganta, dificultando o controle.
  • Devemos inclinar levemente a cabeça para a frente, e ao mesmo tempo comprimir as narinas com os dedos indicador e polegar. Isso cria um “pinçamento” e  um efeito de tampão, facilitando a coagulação do sangue.
  • “Devemos permanecer nesta posição por pelo menos 5 a 6 minutos.
  • Fazer compressas de gelo ao redor do nariz também pode ser benéfico. Isso causa uma contração dos vasos sanguíneos.

Então, quando procurar um atendimento médico?

“Caso as medidas descritas não tenham sido suficientes para interromper o sangramento, o paciente deve procurar atendimento médico imediato para resolução do problema”, explica.

Pode ser necessário tamponamento nasal com materiais específicos, ou cauterização dos vasos sangrantes.

A cauterização pode ser feita com produtos químicos aplicados na mucosa nasal, ou, em uma minoria de casos, o paciente precisa ser levado para exploração cirúrgica.

Curiosidades sobre o sangramento nasal

  • Pressão alta causa sangramento nasal?

É muito difícil a pressão alta causar diretamente um sangramento nasal. Mas na vigência de um sangramento nasal ativo, o fato de a pressão estar elevada certamente irá dificultar o controle.

  • Sangramento nasal pode significar que estou tendo um AVC?

Um AVC hemorrágico causará um sangramento dentro do crânio, ou seja, não se exterioriza pelo nariz.

+ Saúde Mais