Saiba quais países conseguiram conter a pandemia

ND+ fez uma lista com outras nações que mostraram bons indicadores e resultados e frearam o novo coronavírus

De acordo com um estudo autraliano, o Brasil é o país com a pior gestão da pandemia. Enquanto isso, outras nações pelo mundo mostraram bons resultados com números de vítimas e conseguiram controlar a Covid-19.

Nova Zelândia adotou rígido lockdown para conter a disseminação do novo coronavírus – Foto: PixabayNova Zelândia adotou rígido lockdown para conter a disseminação do novo coronavírus – Foto: Pixabay

O ND+ fez uma lista dos países que conseguiram controlar a doença com isolamento social estratégico, testes em massa e auxílios financeiros a pequenas e médias empresas. Confira:

Nova Zelândia

A Nova Zelândia foi um dos primeiros países a ganhar destaque nas medidas contra a Covid-19 ao adotar uma gestão rígida na questão do isolamento social.

Durante a pandemia, a primeira-ministra Jacinda Ardern, do Partido Trabalhista, teve aumento de popularidade de sua gestão. Ela aumentou 14 pontos e chegou a 56,5% de aprovação, frente a 30,6% da oposição, os Nacionais.

De acordo com um levantamento da empresa local Newshub-Reid, o lockdown foi apoiado por 92% da população e durante mais de um mês, em maio de 2020, foi o mais rigoroso possível.

O resultado é percebido desde março do ano passado quando foi declarada a pandemia mundial. O país registrou 2.315 casos e 25 mortes.

Austrália

A Austrália também tem bons indicadores entre os países que controlaram a Covid-19. A ilha que é vizinha da Nova Zelândia teve 28.842 casos e 909 mortes. O país conseguiu conter a disseminação do vírus com rigidez pontual.

Ao menor sinal de qualquer caso da doença, o governo adotou lockdown de cinco dias para conter qualquer possibilidade de surto no país.

Cuba

Cuba tem cerca de 11 milhões de habitantes e possui bons indicadores sociais, apesar de sofrer com dificuldades econômicas. A ilha do Caribe tem baixo índice de violência e elevados parâmetros de educação e saúde.

Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), Cuba tem um médico para cada 160 habitantes, a maior média da América Latina e uma das maiores do mundo.

Em solo cubano, a pandemia foi controlada a partir de testagem massiva dos cidadãos, com rastreio de contágio e isolamento estratégico. Como resultado, 30.345 casos e 225 mortes.

Ruanda

Ruanda, que fica no continente africano, surpreendeu o mundo com ações abrangentes contra a Covid-19 e utilização de tecnologias para frear contágios.

O país tem um exército de robôs para atuação na linha de frente. Os aparelhos foram adotados para ajudar médicos e enfermeiros em centros de tratamento contra a Covid-19 e proteger os profissionais de saúde do país.

Ruanda ainda adotou uma política massiva de vacinação para residentes e estrangeiros. A testagem ficou disponível a todos sem nenhuma dificuldade de acesso e a aplicação de exames de forma ativa em regiões com risco de contaminação. Como resultado, 15.998 infectados e 210 mortos.

Tailândia

A Tailândia também conseguiu conter a Covid-19 com efetividade. O país asiático contou com uma força da rede pública de saúde para frear os contágios.

Mais de 1 milhão de agentes foram de porta em porta nas grandes cidades para medir temperaturas, entregar máscaras e informativos contra fake news sobre o novo coronavírus. O resultado: 22.644 infectados e 79 mortos.

+

Saúde