Santa Catarina soma 12 hospitais superlotados com 327 mil casos da Covid-19

Índice de ocupação de UTI segue em alta e está acima de 81%; quase metade dos leitos ocupados nestas unidades estão com pacientes do novo coronavírus

Nesta segunda-feira (23), Santa Catarina termina o dia com 1.753 novos casos da Covid-19, somando 327.961 mil confirmações desde o início da pandemia, com 300 mil pacientes recuperados (91% do total).

As mortes, até então, foram 3.494, sendo 23 incluídas neste boletim epidemiológico, deixando a taxa de letalidade em 1,07%, a menor do país.

Santa Catarina soma 12 hospitais superlotados com 327 mil casos da Covid-19. Até então, SC realizou 513 mil testes PCR e 437 mil testes rápidos. Três mil ainda aguardam resultado no Lacen, e também foram feitos quase 4 mil testes clínico epidemiológicos – Foto: FIESC/DivulgaçãoSanta Catarina soma 12 hospitais superlotados com 327 mil casos da Covid-19. Até então, SC realizou 513 mil testes PCR e 437 mil testes rápidos. Três mil ainda aguardam resultado no Lacen, e também foram feitos quase 4 mil testes clínico epidemiológicos – Foto: FIESC/Divulgação

Nos últimos dez dias, Santa Catarina quebrou três vezes o recorde de mais casos confirmados em 24h, sendo que na sexta-feira (20) foi registrado o maior número até então, com 6,1 mil casos em um único dia.

A maior concentração segue sendo na capital catarinense. Florianópolis, atualmente, soma 29.203 casos da Covid-19, e pode ser considerada o epicentro da doença, agora que o vírus possui um comportamento já interpretado como uma nova onda.

Em seguida, os municípios com mais confirmações de casos são:

  • Joinville: 28.321
  • Blumenau: 18.847
  • São José: 15.985
  • Palhoça: 11.178
  • Criciúma: 10.914
  • Balneário Camboriú: 10.789
  • Itajaí: 10.454

Vale ressaltar que a prefeitura da capital catarinense considera que há um grande número de casos pois há uma testagem mais ampla, descolando a cidade de uma subnotificação maior.

A estimativa se dá pela taxa de letalidade, que é de 0,7% atualmente, sendo que as mortes da capital são 214, sendo menores do que a de Joinville, com 379.

Mais de oito a cada dez leitos de UTI estão ocupados

Em alta há dias, o índice de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) chega a um número ainda mais preocupante nesta segunda (23): são 81,1% ocupados de um total de 1.416 ativos.

Ou seja, são 1.149 indisponíveis, sendo 479 por pacientes da Covid-19 e 670 por pacientes com outras enfermidades. Apesar de ficarem 267 leitos livres em todo o Estado, 12 hospitais estão totalmente lotados:

  • Hospital Bethesda, em Joinville
  • Hospital Beatriz Ramos, em Indaial
  • Hospital de Municipal São José, em Joinville
  • Hospital Florianópolis, na capital
  • Hospital Maicé, em Caçador
  • Hospital Sagrada Família, em São Bento do Sul
  • Hospital São Camilo, em Imbituba
  • Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê
  • Hospital São José, em Jaraguá do Sul
  • Hospital Regional Helmuth Nass, em Biguaçu
  • Maternidade Darcy Vargas, em Joinville
  • Materno Infantil Santa Catarina, em Criciúma

Destes, somente os três últimos não possuem pacientes da Covid-19, e tanto o Hospital Florianópolis quando o Bethesda, em Joinville, tem todos os seus leitos ocupados por pacientes do vírus.

No total, todos os 12 hospitais lotados ofertam 249 leitos de UTI, e destes, são 119 ocupados por pacientes do vírus, um índice que se aproxima dos 50%.

Isolamento social acima da média durante domingo

Refletindo o domingo (22) que naturalmente tem um índice de isolamento social acima da média, foram 49,4% dos catarinenses em casa, número acima da média nacional, que é de 48,2%. Os dados são da plataforma In Loco, que mapeia 1,5 milhão de catarinenses via smartphone.

No ranking de Estados, Santa Catarina ocupa a 8ª posição, e quem lidera são os Estados do Acre (53%), Amazonas (51%) e Rondônia (50,8%).

Vale ressaltar que as quebras de isolamento foram o principal motivo apontado por especialistas da saúde quando questionados sobre as altas desta e da última terça (10 e 17), que ocorreu alguns dias depois de feriados com praias lotadas.

10 mil novos infectados a cada dois dias

Santa Catarina registrou 10 mil novos casos de infecção por Covid-19 a cada dois dias. O número leva em conta o período entre 12 e 19 de novembro e mostra a aceleração do contágio pelo novo coronavírus em Santa Catarina. Ao final de setembro, eram necessários 11 dias para que este patamar fosse atingido.

O dado é do último boletim do Necat (Núcleo de Estudos de Economia Catarinense), vinculado à UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). O documento, publicado neste domingo (22), classifica a situação epidêmica de Santa Catarina como gravíssima.

+

Saúde