Santa Catarina tem 1.565 indígenas vacinados contra Covid-19

A maior aldeia indígena de SC, em Ipuaçu, imunizou 60% do total de indígenas vacinados para a Covid-19 no Estado, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde

Um balanço preliminar do governo de Santa Catarina revela os detalhes da vacinação nos municípios, até 26 de janeiro. Ao todo, 48 mil doses das  vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas pelo Estado, que tem 1.565 indígenas vacinados.

Destes, dois terços estão localizados na mesma aldeia, a maior do Estado, em Ipuaçu, cidade do Oeste de Santa Catarina.

SC tem 1.565 indígenas vacinadosKerexu Yxapyry, a primeira entre os 1.565 indígenas vacinados em Santa Catarina – Foto: Reprodução/Rede Sociais

A cidade do Oeste catarinense tem 945 indígenas vacinados, o que corresponde a 60% do total de indígenas imunizados, desde que o uso emergencial das vacinas foi liberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e que as primeiras remessas de vacina chegaram em SC.

Também no Oeste de SC, chama atenção o caso de Abelardo Luz. Lá, somente um indígena recebeu a vacina da Covid-19.

Os indígenas pertencem ao grupo prioritário da primeira fase de vacinação.

São grupos prioritários, ainda, os trabalhadores da saúde, pessoas acima dos 75 anos e idosos com mais de 60 anos, residentes em instituições de longa permanência.

Santa Catarina tem três povos indígenas prevalentes: Guarani, Kaigang (litoral) e Xokleng (Oeste).

Mais de dez cidades com indígenas vacinados

Um conjunto de 13 cidades de SC têm indígenas aldeados, que receberam o imunizante para a Covid-19. Outra cidade do Oeste, Chapecó, é a segunda cidade catarinense com mais indígenas vacinados, 199.

Palhoça, na Grande Florianópolis, é a terceira cidade com mais indígenas vacinados: 92. Lá, fica a terra indígena do Morro dos Cavalos, onde mora Kerexu Yxapyry, uma das primeiras pessoas a receber o imunizante em uma cerimônia simbólica do governo do Estado.

No mesmo ato, foram vacinados o enfermeiro Júlio César Vasconcellos de Azevedo, do hospital Celso Ramos de Florianópolis, e o idoso João de Jesus Cardoso, de uma instituição de longa permanência em São José, também em Florianópolis.

O cacique Teofilo, chefe de uma das três aldeias do Morro dos Cavalos, Itaty, confirmou que os indígenas foram imunizados por lá, inclusive ele próprio.

Veja a seguir, o número de indígenas vacinados em SC, por cidade e ordem decrescente:

  1. Ipuaçu: 945
  2. Chapecó: 199
  3. Palhoça: 92
  4. Biguaçu: 86
  5. Araquari: 52
  6. São Francisco do Sul: 45
  7. Seara: 44
  8. José Boiteux: 37
  9. Major Gercino: 29
  10. Bal. Barra do Sul: 17
  11. Canelinha: 11
  12. Porto União: 7
  13. Abelardo Luz: 1

A capital do Estado não vacinou nenhum indígena. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Florianópolis não recebeu doses específicas para este público, visto que o Plano Nacional de Imunização considera indígenas aldeados, o que não é uma realidade na Capital.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde