Santa Catarina tem maior alta de casos da Covid-19 em 40 dias

Estado tem, atualmente, 241.044 casos confirmados desde o início da pandemia, mas 95% já estão recuperados

Foram confirmados 2.211 novos casos da Covid-19 em Santa Catarina nesta quinta-feira (22). Com isso, o Estado tem, atualmente, 241.044 casos confirmados, sendo 228.979 (95%) recuperados. Esta é a maior alta desde o dia 9 de setembro, quando 2.585 casos foram confirmados e acrescentados ao somatório.

Além disso, são 3.011 mortes registradas, com 13 incluídas nas últimas 24h. Assim, a taxa de letalidade fica em 1,25%, a menor do país. Proporcionalmente, são 3.364 casos e 42 mortes a cada 100 mil catarinenses.

Santa Catarina tem maior alta de casos da Covid-19 em 40 dias – Foto: Divulgação/NDSanta Catarina tem maior alta de casos da Covid-19 em 40 dias – Foto: Divulgação/ND

A maioria dos infectados são adultos de 30 a 39 anos, que somam mais de 61 mil pacientes. Mais de um terço (1.133) das vítimas fatais possui entre 60 e 79 anos, sendo pessoas do grupo de risco pela idade. Também foram registradas 551 mortes de idosos acima dos 80 anos.

A cidade de Joinville, no Norte de Santa Catarina, segue como epicentro, com 23.853 casos confirmados e 358 mortes, ou seja, mais do que 10% do total de casos do Estado e mais mortes do que a 2ª e a 3ª cidade com mais vítimas fatais somadas (Itajaí, com 172, e Blumenau, com 157).

Em seguida, em casos estão os seguintes municípios: Florianópolis (17.447), Blumenau (13.044), São José (10.175), Itajaí (8.441), Criciúma (7.650), Balneário Camboriú (7.619), Palhoça (7.445), Chapecó (7.398) e Brusque (6.015).

Mais regiões em nível alto

Neste mesmo dia, Santa Catarina chegou a 10 regiões com nível alto, enquanto outras seis ainda continuam em nível grave, de acordo com o mapa de risco do Estado. O ND+ teve acesso a atualização na manhã desta quinta-feira (22).

Agora, as regiões em nível alto (amarelo) são: Oeste, Xanxerê, Meio-Oeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Alto Vale do Itajaí, Serra Catarinense, Médio Vale do Itajaí, Nordeste, Foz do Rio Itajaí e Carbonífera.

Já as regiões do Extremo-Oeste, Alto Uruguai Catarinense, Planalto Norte, Grande Florianópolis, Laguna e Extremo Sul Catarinense aparecem no nível grave (laranja). Não há regiões em nível gravíssimo (vermelho) ou moderado (azul).

Mais de 56% dos leitos lotados, mas somente maternidade tem superlotação

Dos 1.515 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública do Estado, 860 estão ocupados, sendo 192 por pacientes da Covid-19 e 668 por pacientes com outras enfermidades. Assim, o índice de ocupação está em 56,8%, deixando 655 leitos livres.

Atualmente, não há nenhum hospital superlotado além da Maternidade Darcy Vargas, que não possui pacientes da Covid-19, tendo somente leitos de UTI neonatal.

Porém, cinco unidades tem leitos disponíveis para atender pacientes com Covid-19, mas possuem seus leitos gerais 100% ocupados, sem nenhum paciente da Covid-19.

Menos de um terço dos catarinenses em casa

Refletindo a quarta-feira (21), foram 32,5% dos catarinenses em isolamento social, abaixo da média nacional, de 34,4%, e deixando o Estado na 24ª posição no ranking do quesito.

+

Saúde