Santa Catarina tem nova alta de quase 2 mil casos da Covid-19

Além disso, são 3.077 mortes registradas, com inclusão de nove vítimas neste boletim epidemiológico. Proporcionalmente, são 3.551 contaminados e 42,9 mortes a cada 100 mil catarinenses

Foram 1.937 casos da Covid-19 registrados nesta quinta-feira (29) em Santa Catarina. Assim, o Estado fica com um total de 254.488 pacientes desde o início da pandemia. Destes, são 239.384 (94%) recuperados.

Menos de um terço dos catarinenses estavam em casa na quarta (28) – Foto: Reprodução/SSP

A alta se dá em um contexto de retorno no crescimento de casos, na quarta (28), o Estado teve a maior alta diária desde agosto, e o comportamento do vírus pode ser interpretado como uma terceira onda de casos.

Além disso, são 3.077 mortes registradas, com inclusão de nove vítimas neste boletim epidemiológico. Proporcionalmente, são 3.551 contaminados e 42,9 mortes a cada 100 mil catarinenses, com taxa de letalidade de 1,21%, a menor do país.

O epicentro segue no Norte, com a cidade de Joinville tendo 24.306 confirmações de casos até agora, mais do que 10% dos registros em todo o território catarinense. Florianópolis, que voltou a ficar próximo do topo da lista de casos, figura como uma das cidades com maiores altas diárias, e soma até então, 19.733 registros.

Em seguida, em números de casos, estão Blumenau (13.785), São José (11.968), Itajaí (8.716), Palhoça (8.276), Balneário Camboriú (8.027), Criciúma (7.892), Chapecó (7.708) e Brusque (6.171).

Índice de ocupação de UTI volta aos 60%

O índice de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) segue em alta, chegando agora a 61,1% de um total de 1.473 leitos ativos. São 226 ocupados por pacientes da Covid-19 e 674 por pacientes com outras enfermidades, deixando 573 leitos livres.

O Hospital São Braz, em Porto União, entrou em superlotação, sendo a única unidade com todos os seus leitos lotados. Dos 10 ofertados, dois possuem pacientes da Covid-19.

Contudo, oito unidades ao longo do Estado possuem todos os seus leitos gerais ocupados, podendo ofertar somente leitos para pacientes com o novo coronavírus.

Menos de um terço dos catarinenses em casa

Refletindo a quarta (28), foram 32,3% da população de Santa Catarina em casa, um índice abaixo da média nacional, de 34%, e que deixa o Estado na 24ª posição no ranking do quesito.

+

Saúde