Fiscalização flagra bares descumprindo restrições em Biguaçu e São José

Um dos estabelecimentos estava com as portas fechadas, mas permanecia lotado de clientes, que entravam pela porta dos fundos

Após dois dias de vigor dos decretos municipais, que valem desde quarta-feira (24), os municípios de Biguaçu e São José ampliaram a ações de fiscalização com as equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros, Vigilância Sanitária e Defesa Civil.

Em Biguaçu, as equipes fiscalizaram sete estabelecimentos na noite desta sexta-feira (26). Destes, cinco foram interditados por desrespeitar as normas. Além de flagrantes de aglomeração, houve descumprimento de horário e presença de pessoas sem máscara. A fiscalização também apurou a falta de alvarás ou documentação necessária para o funcionamento dos bares.

Fiscalização inclui um estabelecimento que tinha narguilé e bebidas alcoólicas sem alvará adequado e bar em que pessoas entravam pela porta dos fundos – Foto: Divulgação/Prefeitura de BiguaçuFiscalização inclui um estabelecimento que tinha narguilé e bebidas alcoólicas sem alvará adequado e bar em que pessoas entravam pela porta dos fundos – Foto: Divulgação/Prefeitura de Biguaçu

Em São José, entre quarta e quinta-feira (25), as equipes fiscalizaram 180 estabelecimentos.

As operações foram planejadas em virtude do aumento de casos nas cidades, que também geraram denúncias de estabelecimentos que teriam descumprido as normas.

Leia também:

Um estabelecimento localizado às margens da BR-101, em Biguaçu, estava operando e possuía funcionários e clientes consumindo narguilé. A Polícia Civil apreendeu cerca de 1.500 essências, que serão devolvidas ao dono após a apresentação da nota fiscal que comprove a origem dos produtos e regularize o alvará de funcionamento.

Outro bar estava com as portas fechadas, porém lotado de clientes que entravam pela porta dos fundos. O local foi interditado por descumprir as normas sanitárias, alvará vencido e não possuir nota fiscal de bebidas.

Em São José, além das fiscalizações em estabelecimentos, os ônibus foram vistoriados para checar se estavam de acordo com as normas, que preveem limite de 50% na capacidade total – Foto: Divulgação/Prefeitura de São JoséEm São José, além das fiscalizações em estabelecimentos, os ônibus foram vistoriados para checar se estavam de acordo com as normas, que preveem limite de 50% na capacidade total – Foto: Divulgação/Prefeitura de São José

“Temos quase 200 casos de coronavírus confirmados na cidade, é preciso que a população entenda, que os donos de bares entendam, que se não reforçarmos as medidas de prevenção a situação vai ficar ainda pior”, disse o diretor da Vigilância Sanitária de Biguaçu, João José Morfim Neto. “Por isso é necessário o distanciamento, é necessário o uso de máscaras, é necessário ficar em casa”.

Fiscalização nos ônibus

Em São José, além das fiscalizações em estabelecimentos, os ônibus foram vistoriados para checar se estavam de acordo com as normas, que preveem limite de 50% na capacidade total. Na ação, foram abordados 41 veículos e todos estavam operando de acordo com o limite estipulado.

Os agentes aplicaram três multas por constatarem a falta de óculos de proteção ou de máscara face shield em cobradores, pois os equipamentos de proteção individual são obrigatórios.

As novas medidas preveem restrições e fiscalizações ainda mais amplas do que as que ocorriam nas últimas semanas. A edição dos decretos na terça-feira (23) se deu logo após Florianópolis tomar uma medida similar um dia antes.

03 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Mauro
    Mauro
    E por aqui na capital o Rei Chabu fechou tudo! velhos nas ruas não pode!
  • Get Down Floripa
    Get Down Floripa
    Pente fino nos bares do Kobrasol e nos postos. Todos pagam sempre por poucos que não ajudam a cumprirem as regras básicas nesta pandemia.
    • Alejandro Morales
      Alejandro Morales
      Muda teu nome ai. És das adjacências e não de Floripa!!

+ Saúde