SC é um dos estados com o maior número de registros da variante XAG da Covid-19, diz pesquisa

Informação foi indicada pelo Instituto Butantan, que classificou o Rio Grande do Sul como o maior notificador da primeira recombinante brasileira da Ômicron

Santa Catarina é o terceiro estado brasileiro com o maior número de registros da variante XAG do coronavírus, diz um informe do Instituto Butantan. De acordo com especialistas, a XAG é a primeira variante recombinante da Ômicron originada no Brasil.

Variante foi detectada em estados brasileiros e em outros seis países – Foto: Pexels/Reprodução/NDVariante foi detectada em estados brasileiros e em outros seis países – Foto: Pexels/Reprodução/ND

Ao menos 35 amostras da XAG foram identificadas no Brasil desde março deste ano. Grande parte delas foi catalogada pela Rede de Alerta das Variantes do SARS-CoV-2. No Estado catarinense, duas sequências genéticas da variante foram confirmadas.

Enquanto isso, no Rio Grande do Sul, 25 sequências foram encontradas, seguido pelo Estado de São Paulo, com seis sequências identificadas, esclarece o Butantan. Os estados do Paraná e de Minas Gerais também identificaram, cada um, uma sequência genética da XAG.

XAG havia sido classificada como XQ

Inicialmente, as amostras da XAG foram classificadas como variantes XQ. Somente no dia 14 de junho, após estudos mais detalhados do genoma, a cepa foi reclassificada para a atual nomenclatura. O bioinformata da Rede de Alerta, Alex Ranieri, explica.

“A diferença entre uma recombinante e outra é basicamente o ponto da proporção do genoma entre elas. Isto é, as variantes recombinantes do vírus da Covid-19 estão atualmente sendo formadas pelas linhagens BA.1 e BA.2 da Ômicron, com diferenças entre as proporções desse genoma”.

“No caso da XAG, há uma proporção do genoma diferente em relação à XQ e algumas outras pequenas mutações, que nos permitiram fazer essa diferenciação”, conclui o bioinformata. Até o momento, outras cinco nações já confirmaram casos da variantes, indica o Instituto.

Entre elas, estão quatro casos confirmados em Israel, três nos Estados Unidos, três na Dinamarca, um na Alemanha e um no Chile.

+

Saúde

Loading...